Publicidade

Estado de Minas

ONU pede 'esforço fiscal' à América Latina para acelerar desenvolvimento


postado em 12/09/2018 20:42

Os governos da América Latina devem fazer esforços fiscais a fim de reunirem mais recursos para investir nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, em uma região considerada a mais desigual do mundo.

"Há avanços claros para a maioria dos indicadores de desenvolvimento. Se mantiverem as políticas e melhorarem o financiamento há chances de alcançarem os objetivos até 2030", disse Luis Felipe López, diretor do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) para América Latina e Caribe.

Entretanto, "deve-se fazer um maior esforço fiscal para ter maior arrecadação e é preciso melhorar a efetividade das instituições para entregar serviços públicos", acrescentou López durante um encontro de ministros latino-americanos na Cidade do Panamá.

A reunião aborda o cumprimento na região dos ODS, um conjunto de compromissos adotados em 2015 por 193 líderes mundiais para erradicar a pobreza e a desigualdade em 2030.

Os 17 objetivos de políticas globais orientadas a fortalecer a educação, a saúde, a cultura, a equidade de gênero e a proteção ao meio ambiente.

Para os especialistas, é urgente que os países mobilizem mais recursos internos, avancem nas políticas fiscais progressivas e ofereçam incentivos para que o setor privado invista em objetivos sociais.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade