Publicidade

Estado de Minas

Avião roubado nos Estados Unidos mobiliza autoridades e cai em ilha

Homem de 29 anos era funcionário de companhia aérea. Polícia investiga se foi suicídio. 'Gostaria de pedir desculpas a todos', disse antes da queda


postado em 11/08/2018 08:12 / atualizado em 11/08/2018 10:09


Um funcionário da companhia aérea Horizon Air roubou um avião no Aeroporto Internacional de Seattle, Estados Unidos, na noite de sexta-feira. O turboélice Q400 fabricado pela Bombardier decolou sem permissão e estava sem passageiros e outros tripulantes. A aeronave caiu e o piloto, de 29 anos, morreu. 

Dois jatos militares F-15 perseguiram o avião roubado, que acabou caindo na ilha de Ketron, próxima ao aeroporto, pouco depois de ter decolado. Diversos vídeos nas redes sociais mostram a aeronave fazendo acrobacias e momentos da perseguição. 

Conforme autoridades da polícia local e do FBI, não há indícios de que tenha sido um ato terrorista. O episódio forçou o aeroporto de Seattle a suspender temporariamente as decolagens e a reprogramar algumas chegadas no terminal.

Pessoas que estavam na região fizeram vídeos da aeronave realizando manobras (foto: Reprodução da internet/Twitter)
Pessoas que estavam na região fizeram vídeos da aeronave realizando manobras (foto: Reprodução da internet/Twitter)
 

Segundo o The New York Times, o homem agiu sozinho e a polícia local investiga se foi um ato suicida. O site do jornal norte-americano informa que o funcionário da companhia chegou a falar com autoridades enquanto a aeronave estava no ar, dizendo, entre outras coisas, que esperava ter um “momento de serenidade” e comentando as manobras que fazia.

“Tenho muitas pessoas que se importam comigo e elas ficariam desapontadas ao saber que fiz isso”, ele disse, segundo a reportagem. “Gostaria de pedir desculpas a todos eles. Sou só um cara que não está bem, tenho alguns parafusos frouxos, eu acho. Nunca tive certeza até agora”, falou o homem. Em determinado momento, um oficial pediu que ele pousasse o avião, mas ele respondeu “Eu não sei, cara. Eu não sei. Eu não quero. Eu já estava esperando que fosse isso”. 

 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade