Publicidade

Estado de Minas

Washington coloca em dúvida respeito às decisões da OMC


postado em 06/06/2018 19:54

A Casa Branca deixou nesta quarta-feira em dúvida se os Estados Unidos respeitarão as resoluções da Organização Mundial do Comércio sobre a disputa comercial envolvendo a taxação do aço.

China, Canadá e União Europeia recorreram à OMC após a decisão dos Estados Unidos, em 1º de junho, de elevar em nome da "segurança nacional" às tarifas sobre as importações de aço e de alumínio.

Questionado sobre se o governo Trump respeitaria as decisões da OMC, o principal conselheiro econômico da presidência americana, Larry Kudlow, declarou que os "Estados Unidos, como já disse o presidente (Donald Trump) em várias ocasiões, estão mais ligados em seus interesses nacionais do que qualquer outra coisa".

"As organizações multilaterais internacionais não vão ditar a política americana. Penso que o presidente foi muito claro sobre isto", disse Kudlow em entrevista coletiva em Washington, antes da Cúpula do G7 em Quebec neste final de semana.

"Mas ainda estamos interessados na OMC. O representante (americano do comércio) Robert Lighthizer apresentou queixas à OMC contra as práticas da China e de outras nações", recordou Kudlow.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade