Publicidade

Estado de Minas

França investiga conflito de interesses de assessor de Macron


postado em 06/06/2018 17:54

A Justiça francesa executou operações de busca e apreensão nesta quarta-feira (6) no Ministério da Economia da França, em uma investigação por suspeitas de conflito de interesses de um dos principais assessores do presidente francês, Emmanuel Macron.

As operações foram realizadas nos escritórios no Ministério onde Alexis Kholer trabalhou entre 2012 e 2016, indicou à AFP uma fonte próxima à investigação.

Kholer, hoje secretário-geral do Palácio do Eliseu, do círculo de Macron, é investigado pela brigada financeira do Ministério Público por um suposto conflito de interesse entre seus cargos na função pública e seus vínculos com a empresa de transporte marítimo ítalo-suíça MSC.

O grupo, fundado e dirigido pelos primos da mãe de Kohler, é um cliente importante do STX France, estaleiro naval de Saint Nazaire (oeste da França).

A investigação teve início após a publicação de diversas reportagens que levaram a "verificar se as regras relativas à disponibilidade dos agentes públicos foram bem respeitadas", apontou o MP em nota.

O site de informação Mediapart denuncia os vínculos familiares e profissionais estreitos entre Kohler e a empresa, que teve um papel essencial nos últimos anos nas discussões sobre o futuro dos estaleiros navais de Saint Nazaire.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade