Publicidade

Estado de Minas

Facção criminosa incendeia mais de 50 ônibus em Minas Gerais


postado em 05/06/2018 22:00

Uma facção criminosa está por trás dos ataques a ônibus e locais públicos em diversas cidades de Minas Gerais, admitiu nesta terça-feira o governador do Estado, Fernando Pimentel (PT).

O governo informou que ocorreram ataques em 26 cidades desde o domingo, atingindo cerca de 50 ônibus e locais públicos como agências de Bancos e dos Correios e delegacias.

Até o momento, 47 pessoas foram detidas, incluindo muitos adolescentes.

Segundo Pimentel, os ataques são resultado da insatisfação desta facção criminosa com o rigor no sistema prisional do Estado".

"Estamos pagando o preço dos nosso presídios, do nosso sistema prisional, ser mais rigoroso do que a média brasileira, ou seja, por cumprir a lei".

Pimentel informou que as polícias Militar e Civil estão concentradas em enfrentar os ataques, e que agentes à paisana estão em ônibus para tentar impedir os ataques.

O secretário de Estado de Administração Prisional (Seap), Sérgio Barboza Menezes, não descartou a possibilidade de transferir presos de facções para outros estados.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade