Publicidade

Estado de Minas

Milhares de irlandeses protestam duas semanas antes de referendo sobre aborto


postado em 12/05/2018 16:00

Milhares de pessoas se reuniram neste sábado em Dublin para o último grande protesto antes do referendo no qual a Irlanda decidirá se flexibilizará ou não sua dura legislação relativa ao aborto.

Com um cartaz que dizia "Ame a ambos, vote não", uma multidão encheu o parque de Merrion Square, em frente à sede do Parlamento irlandês.

Os manifestantes carregavam cartazes que diziam "Compaixão para ambos", junto com imagens de uma mãe com um bebê, e frases como "Quando há vida, há esperança" e "Meu coração começou a bater no 22º dia".

Entre os presentes havia pessoas de várias gerações. Alguns seguravam balões em forma de "oito" para lembrar que o referendo trata sobre o oitavo mandamento da Constituição irlandesa, que proíbe o aborto exceto em caso de risco de vida para a mãe.

Os eleitores decidirão em 25 de maio se anularão a restrição ao aborto incluída na Constituição em 1983, uma questão delicada em um país muito católico.

Segundo a última pesquisa publicada pelo jornal Sunday Independent, cerca de 45% dos irlandeses estão a favor de mudar a lei sobre o aborto, contra 34% que defendem o status quo e 18% de indecisos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade