Publicidade

Estado de Minas

Prisão perpétua na Alemanha para afegão que assassinou compatriota cristã


postado em 09/02/2018 15:54

Um afegão foi condenado nesta sexta-feira (9) à prisão perpétua por um tribunal alemão por ter esfaqueado até a morte uma compatriota que se converteu ao cristianismo.

Um tribunal de Traunstein (Baviera) reforçou a aplicação da pena pelas circunstâncias agravantes, o que significa que não será libertado após 15 anos, como costuma acontecer na Alemanha, segundo a agência de notícias DPA.

No entanto, o homem estava pendente de expulsão antes de cometer o crime e, por isso, será devolvido ao Afeganistão após vários anos de prisão, segundo a mesma fonte.

Segundo a acusação, o homem, de 30 anos, cuja identidade não foi revelada, matou a vítima, de 38 anos, na frente de dois de seus filhos no estacionamento de um supermercado em Prien am Chiemsee, na Baviera, em 29 de abril de 2017. O acusado a esfaqueou 16 vezes.

A vítima havia perguntado ao homem anteriormente se queria se converter ao Cristianismo, o que não era "compatível com a fé muçulmana" do acusado, segundo a Promotoria de Traunstein.

O acusado, que apresentou suas desculpas à família da vítima, foi internado em um hospital psiquiátrico antes de ser julgado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade