Publicidade

Estado de Minas

Cuba flexibiliza os empréstimos bancários a particulares


postado em 30/12/2013 13:52

O Banco Central de Cuba flexibilizou nesta segunda-feira os empréstimos aos trabalhadores particulares, reduzindo o montante mínimo e duplicando o prazo de amortização, em uma decisão publicada no Diário Oficial.

"É necessário atualizar a citada norma a fim de incentivar a concessão de financiamentos às pessoas naturais autorizadas a exercer o trabalho por conta própria e outras formas de gestão não-estatal", afirmou o Banco em breve resolução.

O montante mínimo para um empréstimo será de 1.000 pesos (42 dólares) e o prazo de pagamento de dez anos para investimentos e 18 meses para capital de trabalho.

A norma modifica uma resolução de 2011, que estabelecia o total mínimo de empréstimo em 3.000 pesos (126 dólares) e seu prazo de amortização em cinco anos.

Agora ficou mais fácil para quem precisa de uma quantia menor de dinheiro para iniciar ou operar e desenvolver seu próprio negócio, segundo afirmou o jornal Juventud Rebelde na sexta-feira, ao antecipar a nova lei.

Atualmente, existem 445.000 pessoas trabalhando por conta própria na ilha, basicamente no setor de serviços.

O governo de Raúl Castro abriu em 2011 as possibilidades de conceder empréstimos bancários a aos cubanos para abrir negócios, reparar moradias e outras atividades.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade