UAI
Publicidade

Estado de Minas AGRESSÕES EM INVESTIGAÇÃO

Servidores municipais e indígenas Maxakali brigam em Minas e vídeo revolta

A briga está sendo investigada pela Polícia Civil, em Águas Formosas. Indígenas dizem que servidores não gostaram quando eles reclamaram de buracos nas estradas


08/12/2021 17:23 - atualizado 08/12/2021 17:45

Briga entre indígenas Maxakali e servidores em Santa Helena de Minas
Vídeos divulgados em redes sociais flagram agressões (foto: Reprodução/Redes Sociais)
Cenas de uma briga de rua envolvendo indígenas da etnia Maxakali e servidores da Prefeitura Municipal de Santa Helena de Minas causaram revolta e indignação nesta quarta-feira (8/12) após serem divulgadas nas redes sociais. As agressões ocorreram na segunda-feira (6/12), em frente à administração da cidade do Vale do Mucuri, e culminaram com a detenção de um indígena.
 
A confusão começou, segundo relato de testemunhas à Polícia Militar, quando o professor Alfredo Maxakali foi à Prefeitura de Santa Helena de Minas reclamar do péssimo estado das estradas de acesso à área central da cidade, além de pedir para rebocar o carro que havia levado ele e outras pessoas à cidade.
 
Os indígenas contaram aos policiais que atenderam o caso que as cobranças feitas por eles desagradaram os servidores municipais, que partiram para as agressões físicas contra o professor Alfredo Maxakali.
 
As agressões foram filmadas e o vídeo postado nas redes sociais. A imagens mostram dois homens vestidos com camisas na cor laranja, apontados como servidores municipais, enfrentando os indígenas. Um dos homens, de camisa laranja, chuta o professor Alfredo Maxakali, que cai no chão, no meio da rua.
 
 
 
Depois de derrubar o professor, os dois homens se afastam, ameaçados por uma indígena Maxakali segurando uma vassoura de metal. O registro feito pela Polícia Militar foi encaminhado pelos indígenas ao Observatório de Justiça do Povo Maxakali.
 
No Boletim de Ocorrências, os servidores informaram que estavam se defendendo dos indígenas, depois que foram atacados com pedras. E que foram até a praça onde estavam os indígenas, depois de receberem denúncias de que os Maxakali estavam embriagados e destruindo enfeites natalinos. A confusão está sendo investigada pela Polícia Civil de Águas Formosas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade