UAI
Publicidade

Estado de Minas HOMICÍDIO

Criminosos executam e apedrejam corpo de jovem no interior de Minas

Crime foi registrado na noite dessa terça-feira (5/10), no Bairro Novo Horizonte, em Martinho Campos, na Região Centro-Oeste de MG


06/10/2021 15:51 - atualizado 06/10/2021 16:23

Vista da cidade de Martinho Campos
Martinho Campos foi palco de um crime horrendo nessa terça-feira (5/10) (foto: Reprodução/Internet)
 
Um jovem de 25 anos foi morto a tiros e depois apedrejado, na noite dessa terça-feira (5/10), em Martinho Campos, na Região Centro-Oeste de Minas. De acordo com a Polícia Militar (PM), o rapaz tinha passagens por uso de drogas e suposto envolvimento com tráfico. Câmeras de segurança de uma residência capturaram o momento exato do crime, registrado na Rua Antônio Vieira, no Bairro Novo Horizonte.
 
Por volta das 21h, os policias foram acionados para atender uma ocorrência de homicídio. No local, eles apuraram que seis pessoas estavam conversando no passeio, em frente a uma casa, quando três criminosos desceram de um carro e se aproximaram efetuando vários disparos com arma de fogo.
 
Todos os que estavam em frente à residência saíram correndo, exceto o rapaz que foi covardemente alvejado pelos criminosos. A vítima recebeu a ordem de deitar no chão e, depois de obedecer, foi baleada.
 
Conforme mostram as gravações das câmeras, dois dos autores ainda chutam o rapaz, arremessam pedras contra o corpo já estendido no chão e fogem em seguida.
 
Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada imediatamente. Minutos depois, os paramédicos chegaram a fazer o atendimento do rapaz, mas ele não resistiu, mesmo antes de ser levado ao hospital Dr. Odilon Andrade.
 

Provas e buscas

 
Ainda no local do crime, os policias encontraram e apreenderam um cartucho de revólver calibre. 38, além do celular da vítima. O corpo do rapaz foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) em Bom Despacho, município vizinho a Martinho Campos.
 
Depois do ocorrido, os militares fizeram um rastreamento na região, foram até o Bairro Lagoa dos Buritis, conhecido como Cojam, mas não identificaram nenhuma pessoa suspeita.
 
As investigações do crime continuam.
 
* Estagiário sob supervisão da subeditora Ellen Cristie  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade