UAI
Publicidade

Estado de Minas ALERTA LIGADO

Barragem em Minas corre risco de rompimento e moradores são evacuados

Cerca de 25 famílias que residem próximo da represa foram obrigadas a deixar as residências, já que a barragem está classificada como "nível 3"


01/10/2021 21:42 - atualizado 01/10/2021 22:06


integrante da Defesa Civil avaliam risco de rompimento da barragem da represa no Brejo Grande
Defesa Civil alerta que há risco de rompimento da barragem da represa no Brejo Grande (foto: Reprodução/Prefeitura de Paraisópolis )
 
Moradores do Bairro Serra da Usina, em Paraisópolis, no Sul de Minas, começaram a ser retirados de suas casas nesta sexta-feira (1º/10) após a Defesa Civil informar que há risco de rompimento da  barragem  da represa localizada no Parque Municipal do Brejo Grande. A evacuação acontece em razão da barragem ter sido classificada como “nível 3”.

A orientação da Defesa Civil e dos Bombeiros Militares é de que as residências localizadas no Bairro Serra da Usina, abaixo da crista da represa, fossem evacuadas. Ao todo, 25 famílias residem na região. De acordo com a prefeitura, essas pessoas estão indo para casas de parentes ou para um hotel, disponibilizado pela prefeitura.
 
Moradores do Ribeirão Vermelho, bairro mais afastado, também passaram por treinamento de evacuação de emergência. “Eles não necessitam sair do local porque as viaturas estão na represa fiscalizando, em um lugar seguro, e tem uma viatura no bairro. Então qualquer movimentação de mudança catastrófica, eles serão avisados com antecedência para que possam sair calmamente do local”, explica o prefeito de Paraisópolis, Éverton de Assis.

Em razão do risco de rompimento, o acesso ao Parque Municipal do Brejo Grande foi interditado para a realização de trabalhos de recuperação da barragem da represa. Além disso, a Defesa Civil, o Instituto Mineiro de Gestão de Águas (Igam) e o Corpo de Bombeiros orientaram para que a passagem de veículos no local também fosse paralisada. Um novo acesso ao Pico do Machadão está sendo providenciado. 
 

Recuperação da represa

Segundo o prefeito de Paraisópolis, desde o início de 2021, as equipes da prefeitura estudam recuperar a represa localizada no Parque Brejo Grande. A represa é utilizada como abastecimento secundário da cidade. Apesar da existir há mais de 50 anos, ainda não estava cadastrada no Igam. 

Para evitar possíveis vazamentos, algumas medidas já estão sendo adotadas. O nível da água, por exemplo, foi rebaixado em mais de cinco metros. Ainda conforme o prefeito, o equipamento está ficando ligado 24 horas para que haja uma redução ainda maior no nível da água. Vale ressaltar, no entanto, que a ideia da prefeitura é recuperar a represa, não esvaziá-la. 
 
Represa artificial de Paraisópolis
Represa artificial de Paraisópolis foi construída há mais de 50 anos (foto: Reprodução/Prefeitura de Paraisópolis )
 

“Essa repesa é artificial, tem mais de 50 anos, e está cravada na montanha. Ela é considerada a maior represa artificial de altitude do Brasil. Então, nós não podemos perder, porque já é um bioma natural na nossa cidade. Nós temos um projeto de recuperação. Vamos fazer um próximo talude com a drenagem correta acabando com o risco. E também a colocação de sirenes no decorrer do trecho que há risco de auto salvamento", afirma Éverton de Assis. 
 
O projeto de recuperação da barragem foi orçado, pela gestão anterior, em mais de R$ 2 milhões. A prefeitura de Paraisópolis informou que busca reestruturar o projeto e conseguir ajuda junto ao governo estadual e federal para realizar a recuperação da represa. 
 
(Gabriella Starneck / Especial para o EM)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade