UAI
Publicidade

Estado de Minas PARQUE LINEAR

'Ajudo na hora', diz ministro sobre trem turístico Belvedere-Olhos d'Água

Em troca de mensagens com deputado, Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura) disse que projeto 'faz muito sentido'


23/09/2021 21:35 - atualizado 23/09/2021 21:38

Linha de trem do Bairro Belvedere, no Centro-Sul de BH, pode ganhar revitalização
Linha de trem do Bairro Belvedere, no Centro-Sul de BH, pode ganhar revitalização (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 19/04/2012 )
O ministro da Infraestrutura do governo Jair Bolsonaro (sem partido), Tarcísio Gomes de Freitas, disse que o projeto para criação da linha de trem turística entre os bairros Belvedere, no Centro-Sul de BH, e Olhos D’Água, em Nova Lima (Grande BH), “faz muito sentido”.

Em conversa com o deputado estadual João Leite (PSDB), Tarcísio disse que “ajuda na hora” para tentar alavancar a revitalização. A área pertence ao governo federal, portanto a União precisaria repassar o terreno ao Governo de Minas.

“Entro no circuito e posso atuar junto à SPU (Secretaria do Patrimônio da União) para isso”, escreve o ministro Tarcísio Gomes de Freitas na mensagem.

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizou uma audiência pública para discutir o projeto no último dia 9. A ideia é instalar uma estação ferroviária para trem turístico e estruturas de lazer no local, com manutenção da área verde.

O projeto vem da Fundação Doimo, que quer entrar na jogada por meio de uma parceria público-privada.

 

A ideia da entidade é, após ligar BH com Nova Lima, também estender o complexo até o Instituto Inhotim, em Brumadinho, também na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Moradores se posicionam

Nesta quarta-feira (29), às 17h, líderes comunitários e síndicos do Bairro Belvedere vão se reunir no Hotel Caesar Business, na Avenida Luiz Paulo Franco, para discutir o tema. A ideia é apresentar os projetos para debate dos moradores.

"Belo Horizonte não tem área verde. O que tem no Belvedere hoje de área preservada? A Lagoa Seca, que tem 27 mil metros quadrados. Em tese, para os moradores, é fundamental que (a área verde) permaneça para uma cidade futura. Você vai aumentar e melhorar a qualidade. As pessoas vão tirar foto para casamento, aproveitar para passear sábado e domingo... Esse é o projeto", afirma Ubirajara Pires, presidente da Associação dos Amigos do Bairro Belvedere (AABB).

Segundo ele, há dois outros projetos além da linha férrea. Um é o da construção de uma avenida para facilitar o trânsito de veículos na região.

Há, ainda, uma terceira alternativa do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para instalação de viadutos no local, com uma eventual manutenção da área verde.

“Esse projeto está todo pronto com altimetria, planimetria, cotas, tudo isso já pronto há mais de cinco anos", diz Ubirajara sobre a opção do Dnit.

Incêndio

Por meio de suas redes sociais, o deputado estadual João Leite denunciou um incêndio na linha de trem que existe hoje no Belvedere. Segundo ele, a ação foi criminosa.

“Hoje, eu e o deputado Gustavo Mitre (PSC), vice-presidente da Comissão Pró-Ferrovias, estivemos no trecho ferroviário do Belvedere, entre a MG-030 e a BR-356, onde cerca de 400 metros de dormentes foram consumidos por um incêndio criminoso”, escreveu João Leite.

De acordo com o deputado, a Polícia Civil foi acionada para investigar o caso. A reportagem procurou a instituição de segurança pública na noite desta quinta (23/9) e aguarda posicionamento.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade