UAI
Publicidade

Estado de Minas GOLPE DO CARTÃO

PRF prende autores do golpe do cartão de banco que agiram em Januária

O alerta foi dado por um idoso de 94 anos, que tinha perdido R$ 2 mil em saques


03/09/2021 18:26 - atualizado 03/09/2021 19:19

Golpistas foram presos por patrulheiros rodoviários federais do posto de Juiz de Fora
Golpistas foram presos por patrulheiros rodoviários federais do posto de Juiz de Fora (foto: EM.com.br)

Foram presos nesta sexta-feira (3/9) em Juiz de Fora, na Zona da Mata, três suspeitos de estelionato em Janaúba, no Norte de Minas, contra um idoso de 94 anos. O crime contra a vítima ocorreu em 31 de agosto, mas a polícia suspeita que outras pessoas também caíram no golpe.


Segundo a polícia, os suspeitos teriam encaminhado mensagens de SMS para o celular da vítima informando sobre um saque realizado em sua conta bancário, no valor de R$ 500, e também sobre uma compra, no valor de R$ 1.850 no cartão de crédito. As informações passadas eram de que as transações teriam sido realizadas na cidade de Santo André, em São Paulo.


A vítima não reconheceu tais transações e seguiu as orientações que lhe foram passadas pela mensagem, de que deveria ligar para o SAC do banco para contestá-las.


As ligações feitas para o número recomendado eram recebidas pelos os criminosos. Na ligação, o suposto atendente solicitou o endereço, dados dos cartões, senhas e uma carta escrita pela vítima, de próprio punho, informando que desconhecia as operações e que autorizava a Polícia Civil a investigar o caso.


O golpista também orientou o idoso a juntar os cartões, as senhas e a carta e entregá-las a um funcionário do banco que iria até sua casa para recolher os documentos e providenciar o cancelamento dos cartões e das operações efetuadas. Nessa ligação, o golpista também disse que uma investigação policial seria aberta.

Desconfiança


Pouco tempo depois dessa ligação, um homem apareceu em sua porta, dizendo ser funcionário do banco e que tinha ido recolher os documentos. A vítima entregou-lhe todos os documentos e cartões, junto com a senha, conforme tinha sido orientado no telefonema. Depois de algum tempo, a vítima suspeitou que seria vítima de um golpe. Chamou os familiares e contou-lhes. Estes acionaram então a Polícia Civil.


As primeiras investigações indicaram que dois saques, ambos no valor de R$ 1 mil, tinham sido feitos na conta do idoso. Os policiais foram então à agência bancária e, lá, conseguiram as imagens e identificaram o suspeito que sacou o dinheiro, assim como o rumo tomado depois de sair do banco. Ao sair do banco, ele se dirigiu a um veículo, onde estavam duas outras pessoas.


As delegadas Wendy Martins e Raquel Gontijo disseram que as informações sobre o veículo, e de seus três ocupantes, foram repassadas à Polícia Rodoviária Federal (PRF), alertada com relação ao crime praticado.


Os criminosos foram interceptados em Juiz de Fora e com eles encontrados diversos comprovantes de transações feitas, na cidade de Janaúba, assim como os cartões da vítima. Foi apreendida a quantia de R$1.535, em dinheiro, e uma máquina de cartão de crédito, na qual foram creditados R$ 35 mil somente no dia 31 de agosto.


Alerta

O delegado-geral Jurandir Rodrigues, chefe do 11º Departamento de Polícia Civil fez um alerta. “Jamais deve-se entregar cartões bancários a pessoas estranhas, mesmo que elas afirmem serem funcionárias de agência bancária. Na dúvida, deve-se ir até o banco. Se estiver com dificuldade em transitar, solicite um familiar que o faça. Desconfie, sempre.”



 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade