UAI
Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Kalil anuncia: 'Vamos dobrar número de alunos em salas a partir de segunda'

Prefeito diz que novos estudos apontam que aulas presenciais não são problema na pandemia e muda protocolo: 'escola será a última coisa a ser fechada em BH'


19/08/2021 08:00 - atualizado 19/08/2021 10:23

'Agora, eu tenho a plena convicção de que escola não pode fechar, disse o prefeito Alexandre Kalil'(foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
'Agora, eu tenho a plena convicção de que escola não pode fechar, disse o prefeito Alexandre Kalil' (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD) disse, na manhã desta quinta-feira (19/8), que vai liberar o dobro de alunos em sala de aula nas escolas municipais de Belo Horizonte partir de segunda-feira (23/8). 


"O que eu tenho para dizer é que os novos estudos disseram que a escola não é problema. Então, a partir de segunda-feira, vamos publicar o protocolo de reabertura. Nós vamos dobrar o número de alunos", afirmou em entrevista à TV Globo.

Ainda de acordo com o chefe do executivo, os protocolos de controle da epidemia serão modificados. As escolas foram os primeiros estabelecimentos a serem fechados, em fevereiro de 2020. Agora, segundo Kalil, terão prioridade de funcionamento. 

"A escola, diferentemente do que se pensava no início da pandemia (quando as aulas foram suspensas), será a última coisa a ser fechada em Belo Horizonte. É uma experiência. Agora, eu tenho a plena convicção de que escola não pode fechar", afirmou o mandatário. 

Normas vigentes

Segundo as regras atuais, as atividades presenciais estão autorizadas para os estudantes da educação infantil ao ensino médio na capital mineira. 

As crianças de 0a 5 anos retornaram no dia 21 de junho. Os estudantes do 1º ao 5º ano vão à escola desde 12 de julho. Os jovens do 6º ao 9º, desde 5 de agosto. Já os adolescentes do Ensino Médio retomaram as atividades em 23 de julho. 

O número máximo de alunos varia conforme o tamanho das salas. O uso de máscara e o distanciamento de dois metros entre as carteiras é obrigatório para toda a comunidade escolar. Tanto pora o ensino fundamental, quanto para o médio, as aulas ocorrem em modelo híbrido, ou seja, mesclam atividades presenciais e a distância. 

Nas instituições municipais, os alunos são separados por bolhas, que não se misturam. Cada turma tem um banheiro exclusivo e o lanche é feito dentro de sala. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade