Publicidade

Estado de Minas TRÁFICO DE DROGAS

Polícia de Uberaba apreende avião com 243 quilos de cocaína

Apreensão é resultado de trabalho conjunto entre Polícia Federal e polícias Rodoviária Federal, Civil e Militar de Minas Gerais


02/08/2021 21:34 - atualizado 02/08/2021 21:34

Quando o avião pousou, os policiais já estavam à espera(foto: PF/Uberaba)
Quando o avião pousou, os policiais já estavam à espera (foto: PF/Uberaba)
Numa operação da FICCO-Uberaba, uma força tarefa coordenada pela Polícia Federal e integrada pelas polícias Rodoviária Federal, Civil e Militar de Minas Gerais, foi apreendido, no Aeroporto de Ituverava, em São Paulo, 243 quilos de cloridrato de cocaína, um avião, uma caminhonete, celulares e dinheiro, além da prisão de três pessoas por tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico.

 

O objetivo, segundo porta-voz da Polícia Federal de Uberaba, foi atingido a partir da troca de informações entre a Polícia Militar do Estado de São Paulo e os policiais da FICCO, que investigavam movimentações atípicas no referido aeroporto nos últimos dias.

Pela manhã, a equipe da FICCO recebeu informação de que uma caminhonete encontrava-se na pista do aeroporto, como se aguardasse a chegada de alguém. 


Depois do pouso de um avião de pequeno porte, observaram que várias bolsas foram retiradas deste e transferidas para a caminhonete, que arrancou em alta velocidade para sair do aeroporto.


Imediatamente, os policiais entraram na pista e abordaram os dois ocupantes do avião, um homem e uma mulher, assim como o motorista da caminhonete, cercado ainda dentro da área do aeroporto. No veículo, foi encontrada grande quantidade de cocaína nas bolsas.


Segundo o Delegado da Polícia Federal, André Gebrim Vieira da Silva, a informação que se tem é de que o avião teria decolado do Paraguai com destino a Ituverava.


Os presos foram levados para a Delegacia da Polícia Federal em Uberaba, onde foi lavrado o flagrante. Eles foram encaminhados para o Presídio de Sacramento, no Triângulo Mineiro e serão incursos em artigos de  tráfico de drogas e associação para o tráfico, cujas penas podem chegar a 25 anos de prisão.


 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade