Publicidade

Estado de Minas VIOLÊNCIA

Dono de tabacaria reage a assalto, mata um adolescente e fere outro

Um dos jovens de 17 anos ficoui ferido e foi encaminhado para atendimento médico; imagens de câmeras de segurança flagraram a tentativa do frustrado roubo


11/06/2021 11:55 - atualizado 11/06/2021 12:35

O fato aconteceu em tabacaria situada no Bairro Nossa Senhora da Abadia, em Uberaba, no Triângulo Mineiro(foto: PMMG/Divulgação)
O fato aconteceu em tabacaria situada no Bairro Nossa Senhora da Abadia, em Uberaba, no Triângulo Mineiro (foto: PMMG/Divulgação)
Dois jovens foram surpreendidos depois de tentarem assaltar uma tabacaria em Uberaba, no Triângulo Mineiro, na noite desta quinta-feira (10/6). O proprietário reagiu com arma de fogo, matou um dos suspeitos, um adolescente de 17 anos, e feriu o comparsa dele, também de 17 anos.
 
Segundo relato à PM do funcionário da tabacaria, localizada no Bairro Nossa Senhora da Abadia, os dois menores entraram na loja, anunciaram o assalto, sendo que seu patrão reagiu baleando um deles, que caiu atrás do balcão.

Em seguida, ainda conforme relato da vítima aos militares, o dono da tacaria correu atrás do segundo suspeito, gritando ‘pega ladrão’. Pouco tempo depois, o suspeito foi detido por populares em rua situada nas proximidades da tabacaria.
 
Conforme relato do dono da tabacaria, que conversou com a PM depois de seu funcionário, a todo momento os suspeitos emitiam ameaças de morte. Ele conta que, inicialmente, os suspeitos ordenaram para que ele e seu funcionário deitassem no chão e começaram a recolher os seus pertences e os da loja.

Logo depois, a dupla teria ordenado que eles entrassem em um quartinho existente no fundo do comércio. Alegando temer por sua vida e de seu funcionário, o homem disse que lembrou onde guardava uma arma. Então, se desvencilhou dos suspeitos e efetuou disparos na direção deles.
 
Ao chegar no local da ocorrência, a PM constatou que o revólver usado na tentativa do assalto estava embaixo do corpo do suspeito e, em uma de suas mãos. Já o revólver utilizado pelo proprietário do estabelecimento estava em cima da prateleira.
 
Em seguida, conforme o registro da PM, uma equipe médica do Samu chegou ao estabelecimento comercial e verificou que o adolescente estava morto. Desta forma, foi acionada de imediato a perícia técnica da Polícia Civil (PC). O perito encontrou no bolso do suspeito morto a aliança e a corrente de ouro do comerciante.

A arma utilizada contra os suspeitos, conforme a PM, era regularizada, sendo que o dono da tabacaria apresentou seu registro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade