Publicidade

Estado de Minas MANIFESTAÇÃO

BH terá ato nacional pelo piso salarial da enfermagem na segunda (7/6)

Manifestação será direcionada ao Senado Federal, em apelo à votação do Projeto de Lei 2564/2020, que prevê um piso salarial fixo para a categoria


02/06/2021 15:47 - atualizado 02/06/2021 16:30

Cerca de 150 profissionais de enfermagem de BH realizaram um protesto seguido de uma passeata neste quarta(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Cerca de 150 profissionais de enfermagem de BH realizaram um protesto seguido de uma passeata neste quarta (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Enfermeiros inscritos no Conselho Regional de Enfermagem de Minas Gerais farão um ato nacional, sediado em Belo Horizonte, na próxima segunda-feira (7/6), direcionado ao Senado Federal em apelo à votação do Projeto de Lei 2564/2020, que prevê um piso salarial fixo para a categoria. 
 
Segundo o Conselho Regional de Enfermagem de Minas Gerais (Coren-MG), quase três milhões de profissionais da entre enfermeiros, técnicos e auxiliares estão na linha de frente do combate à pandemia da COVID-19 e 784 deles morreram infectados até o início deste mês. 
 
Os trabalhadores alegam que precisam lidar com cargas horárias extensas e sobrevivem sem um piso salarial e uma jornada de trabalho justa. O Projeto de Lei 2564/2020 visa estabelecer essas condições para enfermeiros em todo o país e ainda não entrou na pauta de votação do Senado. 
 
Há expectativa de discussão e votação na próxima semana e antes disso, o Coren-MG fará o ato nacional na manhã de segunda-feira (7/6) com início em sua sede, no Centro de BH. Em seguida, os participantes irão para o escritório político do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), no bairro Vila da Serra, em Nova Lima, para pedir a votação e aprovação do projeto. 
 
“Será um marco para a enfermagem e Minas será a sede. Não vamos descansar até ver esse projeto ser votado. Muitos, desde 1986, foram engavetados e se perderam. Este, não vamos deixar passar”, disse o presidente do Coren-MG, Bruno Farias. 
 
 
Nesta quarta-feira (2/6) cerca de 150 profissionais de enfermagem de BH realizaram um protesto seguido de uma passeata, até a sede do Ministério da Saúde na capital mineira, pedindo a valorização do trabalho e votação do PL 2564/2020. 
 
*Estagiária sob supervisão 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade