Publicidade

Estado de Minas ANIMAIS À SOLTA

De cobra a tamanduá: bombeiros resgatam 11 animais em cinco dias em Minas

O aparecimento de cobras em centros urbanos de Minas Gerais é o que mais chama a atenção


04/05/2021 17:49 - atualizado 04/05/2021 19:21

Em Ituiutaba, cobra foi capturada enquanto atacava uma arara da espécie Canindé(foto: CBMMG/Divulgação)
Em Ituiutaba, cobra foi capturada enquanto atacava uma arara da espécie Canindé (foto: CBMMG/Divulgação)

Nos últimos cinco dias, o Corpo de Bombeiros capturou/resgatou 11 animais em centros urbanos de Minas Gerais. Para ter ideia, só cobras foram seis: três em Araguari – onde também foi resgatado um gambá – e duas em Montes Claros. Um tamanduá em Capinópolis. Quatro cães foram resgatados, sendo dois em Ituiutaba e outros dois em Sabará e Confins. Por fim, uma vaca, que caiu dentro de um bueiro, na cidade de Rubelita.

Araguari, no Triângulo Mineiro, registra o maior número de ocorrências de animais encontrados desde o início da pandemia de COVID-19. Em especial, chama a atenção o número de cobras.

 

Na Avenida Theodoreto Veloso de Carvalho, Bairro Sibipiruna, uma cascavel, de 1 metro de comprimento, foi resgatada no quintal de uma casa. Ela foi capturada e solta em habitat, afastado do perímetro urbano.

 

Na Rua João Teixeira de Aguiar, Bairro Goiás, uma jararaca, de 1,5 metro, foi encontrada no interior de uma casa. Depois de capturada, ela foi examinada e como se constatou que não estava ferida, foi devolvida à mata.

 

A terceira cobra foi encontrada na Rua do Curtume, no Bairro Bosque. Era uma jiboia, de aproximadamente um metro, que estava no interior de um sofá de um barracão abandonado. Ela também foi solta em seu habitat.

 

O quarto animal capturado na cidade do Triângulo foi um gambá, que estava em cima de um poste, na rede elétrica, na Rua Álamo, Bairro Gutierrez. O animal estava sobre a fiação do padrão de energia de uma residência. Foi capturado e solto na mata.

 

Em Ituiutaba, bombeiros foram acionados para capturar uma jiboia, de 1,70 metro, que estava numa empresa na Fazenda Capão do São Lourenço, na zona rural.

Segundo o solicitante, o animal estava nos fundos da empresa, se alimentando de uma arara da espécie Canindé. Ela foi levada para uma área de reserva florestal.

 

O 2° Pelotão do Corpo de Bombeiro Militar de Ituiutaba atendeu ainda a dois chamados na cidade, um deles para salvar um cachorro que caiu dentro de uma cisterna desativada, que estava sem água, no Bairro Satélite Andradina.

A outra foi para resgatar um filhote de gato que ficou preso na cerca concertina em cima de um muro, no Bairro Canaã.

 

Na cidade de Capinópolis, também no Triângulo, uma guarnição do 2º Pelotão salvou um tamanduá bandeira que caiu dentro de uma vala de aproximadamente dois metros de profundidade em uma construção.

O mamífero não estava ferido e nem apresentava estar doente, por isso, foi solto em uma reserva ambiental preservada longe do perímetro urbano. 

 

Mais cobras no Norte

 

Em Montes Claros, duas cobras foram capturadas. Uma caninana, de cerca de 2 metros, foi encontrada na sala de equipamentos eletrônicos de uma torre de transmissão. Foi levada para uma mata, afastada da cidade.

A espécie não é peçonhenta, mas pode atacar quando ameaçada.

 

No Bairro Cidade Industrial, com a utilização de equipamentos de proteção individual e materiais específicos de salvamento, os militares fizeram a captura de uma cobra de espécie jararaca achatadeira, mais conhecida como "boipeva", medindo aproximadamente 1 metro.

Apesar de pertencer à família das jararacas, a “boipeva” não é venenosa, nem agressiva e se alimenta basicamente de sapos. Como a serpente não apresentava sinais aparentes de ferimentos, foi solta fora do perímetro urbano.

 

Na cidade de Rubelita, uma vaca caiu em uma boca de lobo de captação pluvial, ficando presa na manilha. Segundo relato dos bombeiros, para o salvamento do animal foi usada uma máquina com pá carregadeira da Prefeitura de Rubelita.

Salvamento de cães


Ainda no Norte de Minas, em Januária, bombeiros resgataram um cão pitbull que caiu de uma altura de aproximadamente cinco metros, numa fossa desativada, no Bairro Alameda.

 


O cão foi retirado do buraco sem ferimentos e devolvido ao dono. O proprietário do imóvel onde está a fossa será intimado a adotar medidas de segurança no local.

Em Sabará, um cachorro enfiou a cabeça num buraco que havia em um muro de arrimo da casa em que era criado, no Bairro Vila Nossa Senhora da Conceição.

Em Confins, um outro cão ficou com a cabeça presa na grade do canil de uma residência no Centro da cidade.

Os dois animais foram resgatados e entregues a seus donos.

 

 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade