Publicidade

Estado de Minas NATUREZA

De gambá a serpentes: animais invadem cidades de Minas

Foram resgatados, além de seis cobras, um tamanduá, um gambá, um lobo-guará e um macaco-prego


11/04/2021 13:39 - atualizado 11/04/2021 16:36

Os saruês têm sido encontrados com uma certa rotina em cidades mineiras(foto: CBMMG)
Os saruês têm sido encontrados com uma certa rotina em cidades mineiras (foto: CBMMG)

O número de animais capturados em cidades é cada vez maior. Somente essa semana, nove deles foram encontrados em residências, alguns em lugares inusitados, como dentro da máquina de lavar roupas. A captura de animais é um dos maiores registros do Corpo de Bombeiros, vindo logo abaixo de acidentes e incêndios e afogamentos.

 

Bombeiros de Poços de Caldas foram acionados para o salvamento de um tamanduá que estava em um lote no Distrito Serra dos Lemes, município de Cabo Verde. O local era um terreno com muitas árvores frutíferas, o que por certo atraiu o animal, já na fase adulta, que apresentava escoriações nas patas traseiras e estava bastante debilitado. depois de capturado, foi levado para o centro veterinário da PUC- Poços de Caldas, onde o depois de cuidado, o tamanduá será solto em seu habitat, longe do perímetro urbano.

 

No Bairro Santa Rafaela, em Montes Claros, foi encontrado um gambá-de-orelha-preta, conhecido como “saruê”, que estava no interior de um cesto de lixo de uma residência. Segundo os bombeiros, ele não conseguia sair de lá e o fato de estar acuado deixou o animal muito nervoso, se debatendo. Apesar disso, não se feriu; Ele foi solto em uma área de mata, longe da cidade.

 

No Bairro Cachoeirinha, em Santa Rita do Sapucaí, bombeiros foram chamados para resgatar um lobo-guará, que estava dentro de uma garagem. Quando foi retirado pelos bombeiros, estes perceberam que o animal estava muito ferido. Ele foi levado ao Horto Florestal, de Poços de Cladas, onde está em observação.

 

Num supermercado de Belo Horizonte, militares do 1º Batalhão de Bombeiros Militar foram chamados para capturar um macaco-prego que entrou no estabelecimento. os bombeiros chegaram no local e demoraram cerca de meia hora para capturar o animal, que deu um verdadeiro baile nos militares. O macaco  pulava de um lado para o outro, até que conseguiram capturá-lo. Ele foi solto no meio de uma mata.

 

Cobras

 

No Bairro Vila Real, em Montes Claros, uma cobra cipó, que media um metro, foi encontrada dentro de uma máquina de lavar roupas. Depois de se certificaram que o animal não tinha ferimentos, os bombeiros o levaram para uma mata distante da cidade.

 

Na mesma cidade, outra cobra, espécie não identificada, de meio metro, foi capturada no quintal de uma casa no Bairro Santa Rita. Como a serpente apresentava ferimentos, foi entregue ao Ibama para avaliação médica veterinária e demais cuidados, antes de ser devolvida ao seu habitat natural.

 

Um metro é o tamanho de uma cobra capturada em Januária. O animal estava ao lado de uma residência no Bairro Moradeiras. Um morador a avistou entre plantas. Para efeturar o resgate, os bombeiros tiveram de cortar algumas plantas, que impediam a sua localização. Ele foi solto numa mata preservada, próximo à cidade.

 

Já em Santa Luzia, a cobra capturada foi uma cascavel. O animal estava dentro de uma casa, atrás do guarda-roupas. Ele foi avistado pelo morador da csa, que antes de chamar os bombeiros, fechou a janela e a porta do quarto, para que esta não escapasse.

 

Em Araguari, Rua Paris, no Bairro Granville, os bombeiros resgataram uma jibóia, medindo 1,20m, que estava em um lote vago. Sem ferimentos, foi solta na mata.

 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade