Publicidade

Estado de Minas POSSÍVEL ACIDENTE

Suposta queda de helicóptero em Mateus Leme pode ter sido trote

Bombeiros foram acionados no início da noite de sábado, mas nem patrulhamento aéreo da PM ou Aeronáutica têm informações sobre desaparecimento de aeronave


02/05/2021 10:45 - atualizado 02/05/2021 12:07

Durante toda a manhã deste domingo, helicóptero da PM tem feito voos na região sem encontrar vestígios de queda de aeronave(foto: PMMG/Divulgação)
Durante toda a manhã deste domingo, helicóptero da PM tem feito voos na região sem encontrar vestígios de queda de aeronave (foto: PMMG/Divulgação)

Era 18h20 desse sábado (1/5) quando a Central de Operações do Corpo de Bombeiros recebeu um chamado informando que um helicóptero teria caído numa mata, uma reserva ecológica de difícil acesso, próximo a Mateus Leme, na Grande BH.

Desde então, o Corpo de Bombeiros vem realizando buscas, inclusive com apoio da aeronave Pégasus, da Polícia Militar, mas, até a manhã deste domingo (2/5), não existe vestígio do acidente.

Segundo a informação, o aparelho estaria voando baixo e caiu na mata, pegando fogo em seguida. O denunciante contou que viu o clarão na mata. Imediatamente, uma equipe do Corpo de Bombeiros foi enviada para o local, dando início às buscas, que aconteceram até a 1h30 deste domingo e foram retomadas nas primeiras horas da manhã.  

 

Os bombeiros entraram em contato com a Companhia de Radiopatrulhamento Aéreo (Corpaer), da Polícia Militar. Em contato com a torre da Aeronáutica, a Corpaer foi informada de que não havia ocorrido nenhuma alteração no tráfego aéreo nem registro de desaparecimento de qualquer aeronave.

 

Foi levantada a hipótese de trote. Na região, foram localizadas três pessoas que confirmaram ter testemunhado a queda, no entanto, uma delas é criança, filho do solicitante, e nenhuma teve condições de descrever as características do aparelho.

 

A aeronave Pégasus da Polícia Militar tem realizado voos sobre o local, mas sem visualização de destroços. Em terra, são mantidas cinco equipes, que contam com o apoio de drones.


Os bombeiros passam a considerar que não seja um helicóptero, mas um balão ou mesmo um drone, que poderiam ter sido confundidos com um helicóptero.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade