Publicidade

Estado de Minas JULGAMENTO

Homens que jogaram mulher no Rio Arrudas, em BH, são condenados

Tentativa de homicídio aconteceu em maio do ano passado; vítima sofreu diversas fraturas ao ser jogada de uma altura de 13 metros


29/04/2021 14:34 - atualizado 29/04/2021 15:12

Homens jogaram a mulher no rio a pedido de um traficante(foto: Divulgação/TJMG)
Homens jogaram a mulher no rio a pedido de um traficante (foto: Divulgação/TJMG)
Dois homens acusados de jogar uma mulher no Rio Arrudas, em Belo Horizonte, foram condenados nessa quarta-feira (28/04), por tentativa de homicídio qualificado. O julgamento, conduzido pelo juiz Ricardo Sávio de Oliveira, ocorreu no 2º Tribunal do Júri do Fórum Lafayette.

Lucas Henrique Ferreira e Wallace Bezerra da Silva receberam pena de 9 anos e 4 meses e de 10 anos e 8 meses, respectivamente. Eles não têm o direito de recorrer em liberdade e, por isso, retornaram à prisão.
 
 
A vítima não compareceu ao julgamento. Um policial militar, que ajudou a resgatar a mulher, e um policial civil, que atuou nas investigações, foram ouvidos.

Segundo os réus, a ordem do crime partiu de um traficante, que agrediu a vítima, até então em situação de rua, deixando-a inconsciente. Alegaram, ainda, que jogaram a mulher de uma altura de 13 metros porque acreditaram que ela estaria morta.

A promotora Janaini Kelly Brandão Silveira apresentou laudos médicos que confirmam que a vítima ficou em coma por três dias, além das múltiplas fraturas.

Por outro lado, a defesa dos acusados pediu que os homens fossem condenados apenas pelo crime de ocultação de cadáver, pois eles acreditaram que a vítima estava morta. Solicitaram, também, a exclusão das qualificadoras caso houvesse condenação por tentativa de homicídio. Os pedidos foram negados.
 
Julgamento ocorreu nessa quarta-feira, em BH(foto: Divulgação/TJMG)
Julgamento ocorreu nessa quarta-feira, em BH (foto: Divulgação/TJMG)
 

O crime

O crime aconteceu em 28 de maio de 2020. Os acusados colocaram a vítima inconsciente em um carrinho utilizado para reciclagem de lixo e a jogaram, de uma altura de 13 metros, no Rio Arrudas. Em seguida, fugiram do local.

Segundo a denúncia do Ministério Público (MP), a mulher teria envolvimento com tráfico e furto de drogas no aglomerado Bimbarra. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade