Publicidade

Estado de Minas BELO HORIZONTE

Shows ao vivo e espaços kids em bares e restaurantes estão suspensos em BH

Portaria definindo as regras foi publicada na edição desta sexta-feira (23/4) do Diário Oficial do Município (DOM)


23/04/2021 08:32 - atualizado 23/04/2021 09:01

Estabelecimento que descumprir as medidas corre risco de ser fechado pela fiscalização(foto: Divulgação/Prefeitura de Belo Horizonte)
Estabelecimento que descumprir as medidas corre risco de ser fechado pela fiscalização (foto: Divulgação/Prefeitura de Belo Horizonte)
Shows ao vivo, espaços kids, exibição de transmissões esportivas e quaisquer atividades que possam provocar aglomerações em bares, restaurantes e demais estabelecimentos com finalidade semelhante estão suspensas em Belo Horizonte por tempo indeterminado, a partir de uma portaria publicada na edição desta sexta-feira (23/04) do Diário Oficial do Município (DOM).

A medida é uma retificação da mais recente reabertura da atividade comercial na capital mineira, nessa quinta-feira (22/4), que não tinha nenhuma especificação sobre essa questão.

“Nos restaurantes, lanchonetes, cantinas, sorveterias, bares e similares autorizados a atender clientes para consumo no local nos termos do Decreto nº 17.361, de 22 de maio de 2020, fica suspenso, por prazo indeterminado: a utilização de espaços para entretenimento infantil ou área de lazer; a realização de atividades de entretenimento que possam causar aglomerações, como música ao vivo, projeção de imagens, apresentações teatrais e exibição de eventos esportivos”, diz a portaria.

O trecho é assinado por Jackson Machado, secretário municipal de Saúde. BH voltou a liberar o funcionamento de serviços e atividades consideradas não essenciais após 47 dias, como medida para tentar frear um novo avanço da pandemia de COVID-19 na cidade.

Esse foi o quarto fechamento do comércio na cidade desde o começo da pandemia, em março de 2020. BH ultrapassou nessa quinta (22/4) a marca de quatro mil mortes por COVID-19.

A capital mineira registrou mais 57 óbitos no boletim mais recente, dessa quinta, o que eleva o total para 4.036, sendo 20% dessas vidas perdidas computadas apenas neste mês. Apesar de abril ainda não ter acabado, a prefeitura já registrou 812 óbitos pela virose no mês, uma média de 36,9 por dia.

O número de casos desde o início da pandemia é de 168.204: além dos que não resistiram, são 5.655 pessoas em acompanhamento e 158.513 já recuperadas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade