Publicidade

Estado de Minas Heroismo

Ato de bravura de policial impede suicídio em Curvelo

Soldado da PM escala torre de alta tensão, sem equipamento e resgata homem que ameaçava pular


22/04/2021 18:23 - atualizado 22/04/2021 20:09

Policial subiu uma altura de 40 metros, sem equipamento, para convencer homem a não saltar(foto: PMMG/Divulgação )
Policial subiu uma altura de 40 metros, sem equipamento, para convencer homem a não saltar (foto: PMMG/Divulgação )

A cidade de Curvelo assistiu, nesta quinta-feira (22/4), a um ato de bravura, proporcionado pelo soldado Mavel Junio Ignácio Filho, que escalou uma torre de transmissão, sem qualquer equipamento, e resgatou um homem que ameaçava se suicidar, pulando de uma altura de 40 metros.

Era por volta de 14h, quando a guarnição, da qual o soldado fazia parte, patrulhava o Bairro Ponte Nova. Os policiais estranharam uma movimentação, muita gente correndo em direção a um só local - uma torre -, e decidiram seguir a multidão.

 

Ao mesmo tempo, no rádio da viatura, chegava a informação de que um homem havia subido na torre e ameaçava saltar. Quando os militares chegaram ao local, o Corpo de Bombeiros já estava no local, mas ninguém havia, ainda, iniciado a escalada, por temer que o homem concretizasse as ameaças. Ele gritava que iria se suicidar, pois estava desempregado e não suportava mais aquela situação.

 

Ao ver a cena, o soldado Junio, mesmo sem equipamento, contou que não se preocupou com isso, correu e começou a escalar a torre. Quando se aproximava do homem, que estava a cerca de 30 metros de altura, ele subiu mais ainda.

 

Junio começou a tentar dialogar com ele, que se mostrava muito nervoso. Aos poucos, foi conseguindo acalmá-lo e, assim, foi se aproximando, convencendo o homem a não saltar para descer com ele.

 

O momento da descida, segundo relatou o soldado, foi mais tenso, pois ele segurava o homem com uma das mãos, utilizando a outra para auxiliar na descida. “Tinha medo que ele mudasse de ideais e não só saltasse, mas que me levasse junto”, conta.

 

Toda a ação demorou cerca de duas horas e, quando retornou ao solo, com o homem que ameaçava suicídio, o policial acabou aplaudido pela pessoas que testemunharam o fato. Junio tinha uma das mãos esfolada, a que utilizou para se segurar na descida. E reclamava também de fortes dores nas costas. Os dois foram levados para o Hospital Municipal de Curvelo.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade