Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

BH libera aulas presenciais para crianças de 0 a 5 anos a partir de 26/4

Será autorizada reabertura das escolas municipais e particulares para a faixa de 0 a 5 anos e 8 meses a partir da próxima segunda-feira


19/04/2021 15:00 - atualizado 19/04/2021 16:35

Serão formados pequenos grupos de seis ou sete alunos e cada agrupamento terá um professor responsável(foto: Pixabay/Reprodução)
Serão formados pequenos grupos de seis ou sete alunos e cada agrupamento terá um professor responsável (foto: Pixabay/Reprodução)
O secretário municipal de Planejamento e Orçamento de Belo Horizonte, André Reis, anunciou a volta às aulas durante coletiva realizada nesta segunda-feira (19/4). Crianças de até 5 anos e 8 meses de idade poderão retornar as escolas a partir da próxima segunda-feira (26/04).

"Estamos falando sobre a abertura de todas escolas infantis da cidade. Então, quando falamos da reabertura são das escolas municipais e particulares. Nós temos os protocolos da cidade, que serão adotados pelas instituições. O que está mais evidênciado é que não teremos retorno de cinco dias com todas as crianças. Vai depender do espaço físico da escola", explica a secretária da Educação e professora, Ângela Dalben.

Leia: Kalil: ''Não há nenhum município melhor que a nossa cidade''

Serão formados pequenos grupos de seis ou sete alunos e cada agrupamento terá um professor responsável. Ainda segundo a secretária, a técnica utilizada será de "bolhas" respeitando o distanciamento social.

"Nessa pespectiva, caso haja uma criança ou uma pessoa da família contaminada, é importante que (seja feita) a comunicação  e exista uma conversa para evitar a ida da criança para a escola", diz. "Por isso, é preciso ser feito um diálogo permanente", afirmou.

Questionado sobre a vacinação de professores, o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado, afirmou que "muitas categorias" trabalharam sem a imunização.

Ao falar sobre os protocolos de segurança contra a COVID-19, o infectologista Unaí Tupinambás pediu para professores utilizarem duas máscaras e seguirem as regras impostas para frear a contaminação.
 
A decisão foi tomada após três dias de reuniões - entre as últimas quarta e sexta-feira - com o Comitê de Combate à COVID-19 da Prefeitura de BH, que analisa os indicadores na capital mineira e as propostas da sociedade civil. O comitê é formado pelos infectologistas Estevão Urbano, Carlos Starling e Unaí Tupinambás e pelo secretário municipal de Saúde, Jackson Machado. 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade