Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

COVID-19: Governador Valadares tem falta de medicamentos para intubação

Para amenizar problema, Hospital Bom Samaritano reduziu número de internações para cirurgias e na UTI COVID; medicamentos começaram a faltar em março


12/04/2021 18:24 - atualizado 13/04/2021 11:38

Ambulância no Hospital Bom Samaritano, no Bairro Vila Isa: unidade vai atender os casos de cirurgias oncológicas e cardíacas de extrema gravidade (foto: Tim Filho)
Ambulância no Hospital Bom Samaritano, no Bairro Vila Isa: unidade vai atender os casos de cirurgias oncológicas e cardíacas de extrema gravidade (foto: Tim Filho)
O Hospital Bom Samaritano, que atende pacientes da COVID-19 por meio do SUS, em Governador Valadares, no Leste de Minas, decidiu, nesta segunda-feira (12/4), reduzir temporiamente as internações para cirurgias e na UTI COVID-19, até que tenha restabelecido seu estoque de medicamentos que compõem o kit intubação essenciais para o tratamento seguro dos pacientes, em quantidade mínima de 10 pacientes/dia.

A decisão foi divulgada pelo médico intensivista Sérgio Naves, responsável técnico pela Unidade de Terapia Intensiva da unidade, e pelo médico Frankfort Bicalho Jr., diretor clínico. Eles explicaram que desde o ano passado, o HBS vem atendendo, com exclusividade, pacientes do SUS, disponibilizando 28 leitos de UTI COVID adulto. 

A partir de março deste ano, segundo os médicos, passaram a faltar medicamentos usados para intubação e manutenção da sedação dos pacientes acometidos de COVID-19. 

“Além disso, quando se consegue encontrar, depois de muita procura, os valores cobrados por esses fornecedores estão absurdamente com os preços até 850% mais altos”, informou o HBS em nota assinado pelos médicos.

Com a falta desses medicamentos, o Hospital Bom Samaritano, que tem 28 leitos UTI COVID-19 SUS, somente vai atender os casos de cirurgias oncológicas e cardíacas de extrema gravidade e classificadas como emergência. 

“Os medicamentos disponibilizados pela Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais até agora não atendem à real necessidade dos internos na UTI-COVID-19, e também daqueles pacientes que aguardam cirurgias oncológicas e cardíacas”, informou ainda a nota.

Hospital Municipal 


Sobre a falta de medicamentos no Hospital Municipal de Governador Valadares, que tem 30 leitos de UTI COVID-19 SUS, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que o município realizou o pregão eletrônico n°168/2020, i finalizado em março. 

Esse pregão, segundo a SMS, tinha como objeto o registro de preço de medicamentos e material para o enfrentamento da COVID-19. Entre os medicamentos estão os itens que compõem o kit intubação.

Para solucionar o problema, a SMS informou que tem intensificado as solicitações aos fornecedores para realizar a entrega desses medicamentos, mas, devido ao desabastecimento nacional dos itens no mercado, os medicamentos têm sido entregues de maneira fracionada.

No momento, segundo a SMS, o Hospital Municipal ainda conta com os sedativos, mas esse quadro pode ser alterado devido à gravidade dos pacientes. E que o uso dos sedativos no HM tem sido feito de acordo com protocolo de sedação instituído pelos coordenadores médicos da UTI COVID-19. 

“Importante ressaltar que este protocolo sempre é atualizado com os novos protocolos da Sociedade Brasileira de Anestesiologia, que tem produzido alguns debates sobre utilização do uso racional dos agentes sedativos, anestésico e hipnótico, na tentativa de otimizar cada vez mais os estoques garantindo a assistência a todos os pacientes”, informou a nota da SMS.

O promotor de Justiça da Saúde, Randal Bianchini, disse que está acompanhando a situação de perto e foi informado do problema pela direção dos dois hospitais. Afirmou que já tomou as providências necessárias e acredita que sexta-feira (16/4), o município comece a receber os medicamentos necessários para o tratamento da COVID-19.
 
(foto: SORAIA PIVA/EM/D.A PRESS)
(foto: SORAIA PIVA/EM/D.A PRESS)
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade