Publicidade

Estado de Minas

Academia pode virar serviço essencial


09/04/2021 04:00

Vereadores de Belo Horizonte aprovaram ontem, em primeiro turno, projeto de lei (PL) que inclui academias e espaços públicos para atividade física nos serviços essenciais. Mesmo vivendo a pior fase da pandemia, 29 dos 37 vereadores presentes votaram a favor da inclusão e sete contra. Houve uma abstencão. Para seguir ao segundo turno, o PL 1.071/2020, de autoria do vereador Professor Juliano Lopes (PTC), precisava de 28 votos favoráveis. O texto reconhece “a prática da atividade física e do exercício físico como essencial para a população, podendo ser realizados em estabelecimentos prestadores de serviços destinados a essa finalidade, bem como em espaços públicos, em tempos de crises ocasionadas por moléstias contagiosas ou catástrofes naturais”.A proposta visa garantir a abertura das academias e dos espaços públicos para a realização de atividades físicas, fechados pela prefeitura para evitar aglomerações.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade