Publicidade

Estado de Minas Tráfico de drogas

Traficante de alta periculosidade procurado em SP é preso em Andrelândia

Homem trocou tiros com a polícia de Itajubá na última quarta-feira


03/04/2021 16:49 - atualizado 03/04/2021 17:48

Um total de 111 policiais, civis e militares, participaram da operação Ponto Final(foto: PCMG/Divulgação )
Um total de 111 policiais, civis e militares, participaram da operação Ponto Final (foto: PCMG/Divulgação )

A operação Ponto Final, montada em menos de 48 horas, numa parceria entre as polícias Civil e Militar, conseguiu prender um dos traficantes mais procurados do país: A. H. C. F., de 25 anos, ligado a uma facção do tráfico de drogas de São Paulo e intermediário com outra do Rio de Janeiro, e que tinha como base Minas Gerais. Ele foi capturado em Andrelândia, no Leste de Minas Gerais. No total, 15 pessoas foram presas, 13 em Andrelândia, e duas em São Vicente de Minas.

Tudo começou na quarta-feira, em Itajubá, de onde o traficante conseguiu fugir depois de uma troca de tiros com a Polícia Militar local. Ele tinha sido localizado naquela cidade.

 

A delegacia de Polícia de Itajubá entrou em contato, então, com o delegado Cláudio Geraldo de Oliveira, de São João del Rey, assim como chefes de outras delegacias, e também de companhias da Polícia Militar de várias cidades.

 

Os serviços de inteligência, tanto da Polícia Civil como da Polícia Militar, entraram em ação e conseguiram informações sobre a localização do criminoso, que estaria em Andrelândia. Imediatamente, o delegado Cláudio acionou a PM local e foi montada uma operação, deflagrada às 6h desta sexta-feira (3/4), já com mandados de busca e apreensão e de prisão emitidos pela justiça criminal.

 

O alvo principal era A. H. C. F., que tinha quatro mandados de prisão em aberto. “Ele é integrante da organização criminosa de São Paulo e estava escondido em Andrelândia. A cidade, aliás, tem uma peculiaridade, pois tem uma saída para Angra dos Reis e outra para uma rodovia que dá acesso a São Paulo.”

 

Segundo o capitão PM Luiz Fernando dos Reis, já existia uma preocupação e um sinal de alerta ligado, pois Andrelândia seria cobiçada por duas facções do tráfico de drogas, pela facilidade de acesso entre Rio e São Paulo. “A ida do criminoso para lá, seria, também, para exterminar integrantes de quadrilha rival. Em fevereiro, ocorreu um homicídio em Andrelândia e prendemos os dois autores, que eram ligados a uma das facções que disputa o controle da região.”

 

Foram mobilizados 111 policiais e 20 viaturas, além de uma aeronave. Desse total, 66 eram da Polícia Militar e 45 da Polícia Civil. “Existia uma grande preocupação em não chamar a atenção de comparsas do grupo criminoso, pela movimentação de viaturas policiais, por isso, cumprimos, primeiro, os mandados em São Vicente, que fica no caminho entre São João del Rey e Andrelãndia”, diz o delegado.

 

O alvo principal da operação, A. H. C. F., foi encaminhado para um presídio de segurança máxima, que não será revelado, segundo o delegado, por questões de segurança, “para não alertar a facção”, enquanto os demais presos foram levados para o sistema penal.

 

Além das 15 prisões, os policiais apreenderam 15 pinos de cocaína, um tablete de maconha e porções da mesma droga, duas armas de fogo, um automóvel, cerca de R$ 10 mil em dinheiro e animais silvestres que estavam em encarceramento ilegal.

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade