Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Morre o segundo paciente de Manaus que foi internado em hospital de Uberaba

Dos 18 que foram transferidos ao Hospital Regional, sete seguem na UTI, sendo que quatro estão intubados e, destes, três em estado grave e um estável


29/01/2021 18:41 - atualizado 29/01/2021 23:05

Momento da chegada no HR de Uberaba de um dos 18 pacientes de Manaus(foto: Prefeitura de Uberaba/Divulgação)
Momento da chegada no HR de Uberaba de um dos 18 pacientes de Manaus (foto: Prefeitura de Uberaba/Divulgação)

 

Morreu, na tarde desta sexta-feira (29/01), o segundo paciente de Manaus em Uberaba vítima da COVID-19. Segundo a direção do Hospital Regional José Alencar, o homem de 48 anos estava internado na UTI com 70% de acometimento pulmonar.
 
 
Ainda de acordo com o HR, há quatro dias, o quadro de saúde dele evoluiu com insuficiência respiratória aguda, necessitando de ventilação mecânica.

“Ele apresentou lesão renal aguda sem condições de realizar hemodiálise, devido à instabilidade hemodinâmica; parada cardiorrespiratória em assistolia com retorno da circulação espontânea em quatro ciclos nesta quinta (28/01). O paciente apresentou piora da parte infecciosa e da função renal com o passar dos dias, desde a admissão. Nesta sexta-feira, às 14h23, foi confirmada a morte por falência de múltiplos órgãos devido a complicações da doença”, descreveu o laudo médico.
 
Dos 18 pacientes que foram transferidos no último domingo (24/01) para o Hospital Regional, segundo a  direção da unidade, sete seguem na UTI, sendo que quatro estão intubados e, destes, três em estado grave e um estável. Na enfermaria, estão quatro pacientes, sendo três em condições clínicas melhores que nesta quinta, e um que se mantém estável.
 
Outros seis pacientes receberam alta nesta quinta-feira (28/01) e voltaram para o Amazonas em voo comercial fretado pelo Ministério da Saúde. 

Neste momento, a direção do HR realiza trâmite junto ao Ministério da Saúde e Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais para transladar os corpos dos dois pacientes para a capital do Amazonas. 
 
Na noite desta quinta-feira (28/01), morreu o primeiro paciente, um homem de 70 anos. O exame de tomografia de tórax apontou 90% de acometimento pulmonar. “Nos últimos dias, o paciente evolui com insuficiência respiratória aguda, necessitando de ventilação mecânica. Apresentou lesão renal aguda, fibrilação atrial de alta resposta, além de retorno da circulação espontânea após oito ciclos de ressuscitação cardiopulmonar (RCP). Ontem (28/01), ele morreu após 10 ciclos de RCP, sem retorno da circulação espontânea”, informou o HR.
 
Ainda não há resultado do exame feito pelo Estado, por meio da Fundação Ezequiel Dias (Funed), relativo ao sequenciamento genético do vírus, que poderia comprovar ou não se os pacientes estão infectados pela nova cepa do vírus da COVID-19.
 
 Desta forma, todos pacientes continuam em alas totalmente isoladas do Hospital Regional e com profissionais específicos. Além disso, a enfermeira manauara Cleissiane Costa Cardoso chegou nesta quinta ao HR e fará o acompanhamento de todos os pacientes.
 
 “Os familiares desses pacientes são atualizados diariamente sobre a condição e a evolução clínica, bem como o tratamento oferecido a cada um”, assegurou a direção do hospital.
 
 A transferência dos pacientes de Manaus (inicialmente necessitando de leitos de enfermaria) a Uberaba aconteceu após pedido do Estado de Minas Gerais e uma longa reunião entre a Prefeitura de Uberaba, Comitê Técnico-Científico de Enfrentamento à COVID-19 e os vereadores, na última sexta-feira (22/12).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade