Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Caratinga aderiu a tratamento precoce contra a COVID-19

Pneumologista da cidade reconhece que o tratamento não tem comprovação científica, mas afirma acreditar na eficácia


22/01/2021 16:50 - atualizado 22/01/2021 20:04

Caratinga soma 4.279 casos confirmados de COVID-19, com 137 mortes (foto: Wikimedia Commons)
Caratinga soma 4.279 casos confirmados de COVID-19, com 137 mortes (foto: Wikimedia Commons)
 

Caratinga, na Região do Vale do Rio Doce, desenvolveu uma diretriz de tratamento precoce com medicamentos contra a COVID-19 em julho de 2020. De acordo com a pneumologista da cidade, Maria José Ligeiro Marques, o tratamento foi desenvolvido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) baseado em protocolos e diretrizes já estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

 

Através de licitação, a prefeitura da cidade adquiriu mais de 600 mil doses de medicamentos que foram indicados para o tratamento. Ao todo foram 270 mil comprimidos de Sulfato de Zinco, 150 mil ampolas de Enoxaparina e 270 mil comprimidos de Nitazoxanida.


Em vídeo publicado nas redes sociais da prefeitura, em julho, Maria José reconhece que o tratamento precoce não tem comprovação científica, mas afirma que a eficácia foi comprovada devido à observação em várias cidades do Brasil e do mundo, que tiveram sucesso com o tratamento.

 

“Algumas cidades, por exemplo, zeraram atendimento hospitalar, zeraram a internação em UTI com esses protocolos. Tiveram um bom resultado, que, infelizmente, ainda não tem uma publicação. Mas que, em evidência clínica e observação clínica de vários médicos, foi um tratamento benéfico”, afirma.

 

Médica Maria Jose usou as redes sociais para defender o tratamento precoce(foto: Reprodução/Facebook)
Médica Maria Jose usou as redes sociais para defender o tratamento precoce (foto: Reprodução/Facebook)
De acordo com a pneumologista, o tratamento não foi imposto pela SMS e sim recomendado. Os médicos teriam a opção de indicar os medicamentos aos pacientes e estes teriam a opção de optar ou não pela recomendação.

 

No último dia 12 de janeiro, a médica voltou às redes sociais da prefeitura para informar que o município atingiu a marca de 92,5% de curados. “Sinal de que o tratamento precoce que a gente adotou possa ter tido uma interferência em relação a finalização desses casos”, afirmou.

 

Caratinga já soma 4.279 casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo coronavírus e o número de mortes chegou a 137. A taxa de ocupação dos leitos UTI está em 88%.

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade