Publicidade

Estado de Minas LUTA CONTRA A AIDS

Ibirité realiza testagem de Aids na população carcerária

No Dia Mundial de luta contra a Aids, os presos vão fazer testes rápidos para outras doenças, como sífilis e hepatite


01/12/2020 18:27 - atualizado 01/12/2020 19:05

Os detentos do presídio de Ibirité farão testes para detectar doenças como Aids, sífilis e hepatite(foto: Reprodução/Google Street View)
Os detentos do presídio de Ibirité farão testes para detectar doenças como Aids, sífilis e hepatite (foto: Reprodução/Google Street View)
Os 141 detentos do Presídio Regional de Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), farão testes de HIV. No mês de luta internacional contra a Aids, a Secretaria Municipal de Saúde do município promoverá ações para a prevenção, conscientização e mapeamento da doença na população carcerária. Serão realizados testes rápidos também para sífilis, hepatite B e C. Os resultados ficam prontos em 30 minutos e os pacientes positivos começarão o tratamento imediatamente.

De acordo com a secretária de Saúde de Ibirité, Carina Bitarães, a ação tem o objetivo de mapear e tratar os possíveis portadores do vírus. “Neste momento de pandemia, em que os casos mais graves de COVID-19, na maioria das vezes, se desenvolvem em pessoas que tem doenças pré-existentes, este diagnóstico precoce serve não só para controlar a transmissão do vírus, mas também para que o paciente portador comece o tratamento e tenha uma melhor qualidade de vida, que é uma das nossas prioridades”, afirmou a secretária.
 

“Os testes para HIV já são oferecidos para a população de forma gratuita nas Unidades Básicas de Saúde. Realizar essa testagem nos presídios é também muito importante, pois quanto antes se detecta e inicia o tratamento, maior a expectativa de vida da pessoa que vive com o vírus, com mais qualidade de vida”, destacou o prefeito William Parreira.

O tratamento para o HIV é gratuito e feito pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Em Ibirité, a população pode procurar pelo tratamento em qualquer Unidade Básica de Saúde (UBS) e no Serviço de Aconselhamento e Testagem de Ibirité (SATI), que oferece testagem para doenças sexualmente transmissíveis para toda a população. 

Além disso, a cidade conta com o Serviço de Assistência Especializada (SAE) que faz acompanhamento ambulatorial dos pacientes portadores de HIV, hepatite B e C, acidente com exposição a materiais biológicos, vítimas de violência sexual e é referência para outras doenças sexualmente transmissíveis que não são resolvidas nas Unidades Básicas de Saúde. Para mais informações, o cidadão pode entrar em contato através do e-mail sae.ibirite@yahoo.com.br ou pelo telefone (31) 3533-3873.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade