Publicidade

Estado de Minas ALERTA

COVID-19: média de casos diários cresce 142% em Sete Lagoas em novembro

Nesta sexta-feira (27), a cidade registrou o maior número de casos confirmados da doença em 24 horas desde o início da pandemia. Prefeitura atribui aumento à expansão de testagens


27/11/2020 15:40 - atualizado 27/11/2020 16:13

Laboratório municipal, montado para realizar testes de COVID-19, está fazendo mutirão para pôr resultados em dia(foto: Prefeitura Municipal de Sete Lagoas/Divulgação)
Laboratório municipal, montado para realizar testes de COVID-19, está fazendo mutirão para pôr resultados em dia (foto: Prefeitura Municipal de Sete Lagoas/Divulgação)
Sete Lagoas, cidade localizada na Região Metropolitana de Belo Horizonte, registrou nesta sexta-feira (27/11) o maior número de casos confirmados de COVID-19 em 24 horas desde o início da pandemia. De acordo com o boletim epidemiológico municipal, foram 77 casos positivos da doença em um só dia.

A crescente de casos vem acontecendo pelo menos nas últimas três semanas. Entre os dias 9 e 27 de novembro o aumento da média diária de novos casos foi de 142%. No período entre 9 e 13 de outubro, a cidade registrou 105 novos casos de coronavírus, ou 21 por dia.

Na semana seguinte, entre os dias 16 e 20, foram anotados 167 novos casos, ou uma média diária de 33,4 casos positivos. Já entre os dias 23 e 27 deste mês, 254 casos novos de COVID-19 foram registrados, uma média por dia de 50,8 novos casos.

A Prefeitura atribui essa aceleração à maior testagem, que vem acontecendo desde o último dia 5. A partir desta data somente a população de Sete Lagoas passou a ser testada pelo laboratório municipal, montado para atender à demanda da pandemia. Os pacientes de outras 35 cidades atendidos em Sete Lagoas voltaram a ser testados pela Fundação Ezequiel Dias (Funed).

Além disso, a Secretaria Municipal de Saúde estendeu o protocolo de testagem para qualquer pessoa que possua algum sintoma compatível com COVID-19. A Prefeitura diz ainda que o laboratório realiza mais de 100 testes PCR por dia e que, devido a um atraso na liberação dos resultados, tem realizado uma espécie de mutirão para acelerar a divulgação dos pareceres.

O boletim epidemiológico municipal desta sexta-feira informa que, destes 77 novos casos da doença nas últimas 24 horas, 44 são mulheres e 33, homens. Com isso, desde o início da pandemia, Sete Lagoas registra 3.778 casos confirmados de coronavírus.

Sessenta e três pessoas morreram em decorrência da doença, dez se encontram hospitalizadas, outras 173 estão em isolamento domiciliar e 3.523 já estão recuperadas. 

Sete Lagoas tem ainda 928 pessoas em monitoramento, 1.829 com o acompanhamento concluído e 12.456 casos suspeitos descartados por exames. A cidade completa hoje duas semanas sem novos óbitos em decorrência de complicações da COVID-19.

Ao todo, são 32 pacientes se encontram hospitalizados na cidade por causas respiratórias, sendo 18 em enfermaria e 14 em UTI. Destes, 17 já testaram positivo para COVID-19, dos quais dez são de Sete Lagoas, cinco tiveram resultado negativo e dez aguardam resultado de exame.

São 16 internações no Hospital Municipal (dez delas em UTI), 12 no Hospital Nossa Senhora das Graças (entre os pacientes do SUS, são dois em enfermaria e um em UTI) e quatro no Hospital da Unimed (sendo dois em UTI). A taxa de ocupação de leitos de UTI destinados exclusivamente a pacientes com coronavírus na cidade, incluindo leitos do SUS e da saúde suplementar, é hoje de 23%.

Dos 14 leitos de UTI ocupados atualmente na cidade, 11 estão com pacientes de Sete Lagoas, um de Pompéu, um de Abaeté e um de Baldim. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade