Publicidade

Estado de Minas CHUVA EM BH

BH: Avenida Tereza Cristina é interditada por risco de transbordamento

Chuva atinge regiões do Barreiro e Oeste com maior intensidade na noite desta terça-feira. Córrego Ferrugem e Ribeirão Arrudas correm risco de transbordar


17/11/2020 21:01 - atualizado 17/11/2020 22:22

Trânsito na Avenida Tereza Cristina está interditado por risco de transbordamento(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Trânsito na Avenida Tereza Cristina está interditado por risco de transbordamento (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Após a chuva dar uma trégua na noite desta terça-feira (17) em Belo Horizonte, a água voltou a cair na capital mineira, sobretudo nas regiões do Barreiro e Oeste. Por risco de transbordamento do Córrego Ferrugem e do Ribeirão Arrudas, a Defesa Civil decidiu fechar a Avenida Tereza Cristina, palco de diversos alagamentos.

Por volta de 22h, a Tereza Cristina foi totalmente liberada.

Às 19h30, a Defesa Civil havia fechado a Avenida Vilarinho, na Região de Venda Nova, por risco de transbordamento do córrego que leva o mesmo nome da via. A interdição durou pouco mais de 30 minutos. O acesso foi liberado quando a chuva cessou.

Às 20h45, as regiões do Barreiro, Oeste, Noroeste e Pampulha eram fortemente atingidas pela chuva, de acordo com a Defesa Civil. Já área Centro-Sul, Leste, Nordeste e Venda Nova, a precipitação era fraca.

Mais cedo, Venda Nova tinha sido uma das regiões mais afetadas pela chuva em Belo Horizonte. Por lá, internautas registraram uma forte precipitação. Foi possível ouvir o impacto das pedras de granizo no solo e nos telhados. “O mundo tá acabando e começou por Venda Nova. Chovendo granizo horrores”, disse uma usuária de uma rede social.

Também foram relatados problemas com energia elétrica na região. O Bairro Mantiqueira, por exemplo, teve o fornecimento interrompido, de acordo com relatos. Na Rua Padre Pedro Pinto, uma das principais de Venda Nova, uma árvore foi arrancada pela raiz com a ventania e caiu em cima da fiação. Ninguém se feriu.

A Região Leste de BH também foi castigada pelas chuvas. Moradores da Rua Deolinda Cândida, no Bairro Boa Vista, presenciaram um telhado de zinco sendo arrancado pela forte ventania. O Corpo de Bombeiros foi acionado, uma vez que o telhado caiu em cima da rede elétrica, provocando faíscas e o estouro de um transformador. Não houve feridos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade