Publicidade

Estado de Minas CRIME ORGANIZADO

MP denuncia 22 suspeitos de envolvimento com o PCC em Itajubá

Investigação aponta que denunciados teriam torturado pessoas e planejado atentados contra agentes de segurança pública


16/10/2020 14:42 - atualizado 16/10/2020 14:58

Em agosto, a Polícia Civil fez uma operação que terminou com 21 pessoas foram presas. As investigações apontavam que elas faziam parte da facção criminosa(foto: Divulgação/Polícia Civil)
Em agosto, a Polícia Civil fez uma operação que terminou com 21 pessoas foram presas. As investigações apontavam que elas faziam parte da facção criminosa (foto: Divulgação/Polícia Civil)
O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) denunciou 22 pessoas que estariam ligadas ao Primeiro Comando da Capital (PCC) em Itajubá, no Sul de Minas. Uma investigação feita pela Polícia Civil apontou que os envolvidos teriam cometido crimes como tortura, tráfico de drogas, comércio e porte ilegal de armas de fogo e atentados.

 

Um adolescente e dois adultos teriam sido sequestrados e torturados pelos membros da facção. O processo também indica que os envolvidos planejavam outros atentados contra grupos inimigos e também contra agentes de segurança pública.

 

O promotor responsável pela denúncia, Otávio de Almeida Cabral, pediu que a Justiça determinasse a prisão preventiva dos envolvidos e até a transferência de alguns presos. Também destacou que seria necessário o regime disciplinar diferenciado para impedir ações dos denunciados e garantir a ordem pública. 

 

O Ministério Público pediu também a expedição de mandados de busca e apreensão, autorização de compartilhamento de provas e de utilização de um veículo apreendido pela Polícia Judiciária. Ainda de acordo com o promotor, os nomes ainda não serão divulgados. As informações foram encaminhadas à Justiça. (Helena Lima/Especial para o EM)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade