Publicidade

Estado de Minas SUL DE MINAS

COVID-19: Prefeitura de Aiuruoca decreta lockdown por 15 dias

Alta nos casos motivou a decisão e comunicado foi publicado nas redes sociais da prefeitura; novo decreto começa a valer nesta quarta-feira (23)


22/09/2020 18:56 - atualizado 22/09/2020 19:13

Prefeitura de Aiuruoca decreta lockdown por 15 dias(foto: Prefeitura de Aiuruoca/divulgação)
Prefeitura de Aiuruoca decreta lockdown por 15 dias (foto: Prefeitura de Aiuruoca/divulgação)
A Prefeitura de Aiuruoca, no Sul de Minas, decretou lockdown por 15 dias após aumento de casos de COVID-19 na cidade. O novo decreto publicado começa a valer nesta quarta-feira (23) podendo ser prorrogado, se necessário. A decisão foi tomada após aumento repentino dos casos na cidade.

 

Comunicado foi postado nas redes sociais da prefeitura(foto: Prefeitura de Aiuruoca)
Comunicado foi postado nas redes sociais da prefeitura (foto: Prefeitura de Aiuruoca)
Aiuruoca tem mais de 6 mil habitantes e, de acordo com a prefeitura, tem com oito casos confirmados do novo coronavírus e duas mortes em decorrência da doença.

 

O primeiro caso de COVID-19 na cidade foi registrado no dia 27 de julho e a primeira morte foi divulgada no dia 31 de agosto. A cidade ficou cerca de 15 dias com apenas três registros e uma morte confirmada. Mas, nos últimos nove dias, o município viu dobrar o número de casos.

 

Diante deste cenário, a prefeitura publicou um novo decreto que começa a valer nesta quarta-feira (23). “Todo comércio deve permanecer fechado, exceto os essenciais, que, para funcionar, deverão obedecer rigorosamente aos horários e às regras determinadas pela Secretária Municipal de Saúde e da Vigilância Sanitária”, trecho do documento.

 

O decreto deixa claro que, em caso de descumprimento das regras, os estabelecimentos podem sofrer punições. “Em caso de descumprimento, por ferir a ordem pública e colocar em risco a saúde da população ficam os estabelecimentos sujeitos ao fechamento imediato, cassação de seus alvarás de funcionamento e multa de R$ 5 mil reais”, afirma.

 

A prefeitura vai colocar barreira na entrada da cidade para orientar a população. “Motoristas e passageiros receberão orientações e poderão ter sua temperatura aferida, e, em caso excepcional de permanência na cidade, deverão assinar um Termo de Responsabilidade de Isolamento Domiciliar e obedecer às orientações dos Vigias Sanitários”, completa.

 

As regras de isolamento social, uso de máscaras e álcool gel foram mantidas.

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade