Publicidade

Estado de Minas Coronavírus em Minas

Coletivo une intelectuais mineiros no enfrentamento da pandemia

Grupo Inteligência Coletiva é formado por professores e pesquisadores de diferentes instituições acadêmicas e científicas de Minas Gerais


22/09/2020 18:20 - atualizado 22/09/2020 18:41

(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Foi lançado oficialmente nesta terça-feira (22), em evento on-line, o grupo Inteligência Coletiva. Formado por professores e pesquisadores de diferentes instituições de ciência, tecnologia e inovação do estado de Minas Gerais, o coletivo tem como propósito a conjunção de conhecimentos e saberes para contribuir com pautas para o enfrentamento das crises decorrentes da pandemia da COVID-19.

 

O grupo é liderado pela regional mineira da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e pelo Instituto René Rachou, da Fiocruz/MG, e tem coordenação da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, que realizou audiência pública na Casa para o lançamento.

 

A diretora da Fiocruz Minas, Zélia Profeta, falou ao Estado de Minas que a intenção do Inteligência Coletiva é  “trabalhar junto dos movimentos sociais, gestores e instituições públicas para pensar o presente e o futuro e também de fazer uma defesa da ciência e tecnologia do estado”.

 

A conferência de lançamento foi presidida pela diretora da Fiocruz Minas e pelo secretário regional da SBPC Luciano Mendes e contou com exposição da historiadora e professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Heloísa Starling. O evento foi prestigiado por nomes de peso do cenário acadêmico e científico de Minas, como o reitor da PUC Minas Dom Joaquim Mol e o presidente da FAPEMIG Paulo Sérgio Beirão.

 

*Estagiário sob supervisão da editora-assistente Vera Schmitz


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade