Publicidade

Estado de Minas MISSÃO

Brigadistas de Minas ajudam no combate ao fogo no Pantanal

Grupo tem seis integrantes de brigada contra incêndios da reserva indígena Xacriabá. Equipe vai permanecer 10 dias na região pantaneira.


21/09/2020 19:56 - atualizado 21/09/2020 22:05

Antes de partir, brigadistas foram submetidos a testes para o coronavírus(foto: Ibama/Divulgação)
Antes de partir, brigadistas foram submetidos a testes para o coronavírus (foto: Ibama/Divulgação)

Minas Gerais marca presença na força-tarefa que tenta controlar os incêndios florestais no Pantanal Mato-grossense. Uma equipe do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), formada por seis integrantes da Brigada Federal Indígena Xacriabá, no município de São João das Missões, no Norte de Minas, mais um servidor do órgão, partiu nesta segunda-feira (21) de Montes Claros rumo a Poconé (MT).

Eles vão se juntar a outros brigadistas do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais – PREVFOGO, do Ibama, que somam esforços na tentativa de controlar o fogo no Pantanal. O grupo viajou de carro e a chegada ao Mato Grosso está prevista para esta quarta-feira (23). A equipe mineira permanecerá na região por 10 dias.

 

“A expectativa é que o grupo de brigadistas de Minas Gerais possa contribuir, junto com as equipes de outros estados, para debelar os grandes focos de incêndio no Pantanal”, afirma o analista ambiental Rafael Macedo Chaves, coordenador estadual do PREVFOGO em Minas Gerais. 

  

Segundo ele, foram deslocados para o combate ao incêndios no Pantanal Mato-grossense grupos do PREVFOGO de mais cinco estados, além de Minas: Bahia, Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará e do Maranhão, além de brigadistas do Distrito Federal. Eles se juntam a bombeiros e brigadistas do Ibama e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), além de voluntários, que, há vários dias, tentam controlar as chamas.  

 

De acordo com dados do Ibama, o fogo devastou pelo menos 1,165 milhão de hectares de vegetação do lado do Mato Grosso do Sul.   

 

A  chuva registrada no domingo (20) amenizou os danos dos incêndios florestais na região pantaneira no Mato Grosso do Sul (perto de Corumbá). Mas o fogo continua com mais intensidade na parte do Pantanal no Mato Grosso.  

 

Por esta razão, a delegação dos brigadistas de Minas seguiu para aquele estado, explica Rafael Chaves. Ele disse ainda que os seis integrantes da brigada contra incêndios da terra indígena Xacriabá enviados ao Mato Grosso foram contratados pelo Ibama. Eles apenas trabalham na reserva indígena – não são índios. 

 

Antes da partida, em Montes Claros, os seis brigadistas do Ibama na Reserva Xacriabá e o servidor do órgão foram submetidos aos testes para o coronavírus (COVID-19). Todos deram resultado negativo. Os exames foram fornecidos gratuitamente pelo Laboratório Santa Clara, sediado na cidade-polo do Norte de Minas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade