Publicidade

Estado de Minas TRÁFICO DE DROGAS

Adolescente é baleado durante operação policial na Serra; mulher com criança no colo também é atingida

PM apreendeu drogas, arma de fogo e dinheiro em espécie depois das buscas


11/09/2020 10:17 - atualizado 11/09/2020 10:50

Corregedoria vai apurar o caso e encaminhar relatório à Justiça(foto: Divulgação/Polícia Militar de Minas Gerais)
Corregedoria vai apurar o caso e encaminhar relatório à Justiça (foto: Divulgação/Polícia Militar de Minas Gerais)
Um adolescente de 17 anos foi baleado durante uma operação policial contra o tráfico de drogas na Rua São Sebastião, no Bairro Nossa Senhora da Conceição, que compõe o Aglomerado da Serra, na Região Sul de Belo Horizonte. Outras duas pessoas estavam com o jovem e conseguiram fugir, deixando para trás drogas, dinheiro e uma arma de fogo. Uma testemunha, uma mulher com criança no colo, também foi antigida.

A guarnição da Polícia Militar (PM) fazia um patrulhamento pelo local para coibir o tráfico e notou três pessoas caminhando em direção da viatura. Dois deles tinham sacolas em mãos, enquanto outro apresentava “volume na cintura”, de acordo com a corporação.

Ainda segundo a PM, os policiais deram ordem de parada aos três. A corporação conta que um deles levou a mão à cintura e foi surpreendido com um disparo dos militares, que consideraram a situação crítica. O tiro atingiu a panturrilha direita de um dos integrantes do trio que partiu em fuga.

O alvejado foi o adolescente de 17 anos, enquanto os outros dois fugiram por um dos becos da região. O jovem carregava consigo uma sacola com algumas drogas. Mais à frente a polícia encontrou o restante do material que os enquadrados levavam.

Ao todo, a PM apreendeu um revólver calibre 38, munições, 194 buchas de maconha, 89 pinos de cocaína, R$ 628 em espécie, um celular e um rádio comunicador. Uma mulher de 21 anos com criança no colo também foi atingida no braço e foi socorrida.

A mulher e o adolescente foram encaminhados para o Hospital Pronto Socorro João XXIII, na Região Central de BH. A moça ficou com a bala alojada e foi liberada, enquanto o jovem permaneceu internado. A PM conta que, segundo a mãe dele, ele começou a se envolver no tráfico há quatro meses, após ficar sem emprego.

A Polícia Civil dará sequência às investigações sobre os outros dois integrantes do trio. Já a corregedoria geral de polícia vai apurar os fatos e entregar um relatório para a Justiça Militar.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade