Publicidade

Estado de Minas METEOROLOGIA

BH continua em alerta para baixa umidade do ar

Índice pode ficar perto dos 20% em boa parte do estado


09/09/2020 06:00 - atualizado 10/09/2020 08:10

Céu aberto na capital(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press)
Céu aberto na capital (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press)


Como é de praxe nesta época do ano, a capital e grande parte de Minas vivem um verdadeiro clima de deserto: dias muito secos e sem registro de chuva. Hoje, de acordo com previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a umidade relativa do ar pode chegar a 20% nas regiões do Triângulo, Sul e Norte de Minas. Em BH, o indicador fica entre 40% e 90%, informa o instituto. Vale lembrar que a Defesa Civil da capital divulgou um alerta válido até quinta-feira. Já as temperaturas, na capital mineira, vão marcar de 14°C a 28°C, com ventos de intensidade fraca. 
 
Ainda que os baixos índices da umidade relativa do ar liguem o sinal de alerta para cuidados a serem tomados pela população, como a necessidade de beber mais água, o cenário é esperado. "É normal, estamos no período de estiagem e a massa de ar seco que atua sobre o estado favorece esses baixos índices", explica Claudemir de Azevedo, meteorologista do 5º Distrito do Inmet.


 
A situação fez o Inmet emitir dois alertas para a baixa umidade em Minas Gerais. Nas regiões do Triângulo, Alto Paranaíba, Centro-Oeste, Sul e Central, o aviso é da cor laranja. Quando isso acontece, é preciso evitar atividades físicas e exposição ao sol nas horas mais quentes do dia. Recomenda-se, ainda, umidificar os ambientes com vaporizadores, baldes com água ou toalhas molhadas, além de se proteger do sol e abusar da hidratação. O aviso vai até as 13h de hoje.
 
O tempo seco favorece céu claro, sem muitas nuvens, e altas amplitudes térmicas: a diferença entre as temperaturas mínima e máxima. Em Montes Claros, no Norte de Minas, por exemplo, a mínima prevista pelo Inmet é de 14°C, enquanto a máxima é de 33°C: uma amplitude de 19°C.
 
A previsão é que o tempo se mantenha estável em todo o estado ao longo desta semana. "A tendência é que os índices fiquem muito baixos pelo menos até sexta-feira. Na próxima semana, deve já melhorar, mas ainda será de tempo seco", completa Claudemir. A baixa umidade do ar também acende o alerta para riscos ambientais. O fogo se alastra com mais facilidade, propiciando incêndios de grande porte. *Estagiário sob supervisão da subeditora Rachel Botelho


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade