Publicidade

Estado de Minas MINEIROS

COVID-19: Cedro do Abaeté é o único dos 10 menores municípios sem casos

Com 228.013 confirmações no Estado, Secretária de Saúde destaca medidas preventivas e colaboração da população para manter a cidade isolada da doença


04/09/2020 12:01 - atualizado 04/09/2020 17:49

A cidade registrou apenas dois casos suspeitos e ambos foram descartados.(foto: Divulgação/Prefeitura de Cedro do Abaeté)
A cidade registrou apenas dois casos suspeitos e ambos foram descartados. (foto: Divulgação/Prefeitura de Cedro do Abaeté)

Dos 10 menores municípios de Minas Gerais, apenas um não registrou nenhum caso de COVID-19 até o momento. Localizado na Região Centro-Oeste do estado, Cedro do Abaeté tem destacado as medidas adotadas e a colaboração da população para explicar o resultado que mantém a cidade com índice zerado em diagnósticos do novo coronavírus.

 

Desde o início da pandemia, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) levou apenas um pequeno susto. Dois casos suspeitos foram registrados, mas logo descartados por meio de exames. Com 1164 habitantes, o município tem apostado na conscientização sem fazer vista grossa para o descumprimento das normas sanitárias.

 

“Como as escolas estão paradas, os professores e educadores fizeram máscaras de tecido e nós distribuímos de casa em casa, até mesmo na zona rural”, conta a secretária de Saúde, Cássia Maria dos Santos.

 

Totens com álcool em gel foram espalhados em pontos estratégicos e um carro de som circula diariamente orientando quanto as medidas de prevenção. “80% dessas ações são as pessoas que estão fazendo. A gente propõe e elas estão executando”, destaca. Embora o comércio esteja funcionando, algumas restrições ainda estão em vigência.

 

Barreira sanitária foi uma das medidas adotadas pelo município para prevenção.(foto: Divulgação/Prefeitura de Cedro do Abaeté)
Barreira sanitária foi uma das medidas adotadas pelo município para prevenção. (foto: Divulgação/Prefeitura de Cedro do Abaeté)
“Não flexibilizamos totalmente. As normas sanitárias devem ser cumpridas e o atendimento vai até as 17h. Tem fiscal que vai todos os dias nos estabelecimentos também”, explica Cássia.

 

Por se tratar de uma cidade pequena, ela diz acreditar que a proximidade entre os moradores ajuda a manter o índice zerado. “Temos 1164 habitantes, dá para conversar com todos na rua, pedir. Somos uma família, temos liberdade de falar cadê sua máscara, usa álcool em gel”, relata. Para evitar que o vírus chegue no município, há também a orientação para os habitantes evitarem cidades vizinhas, como Abaeté, hoje referência.


 


Sem casos

Dos 853 municípios mineiros, o vírus não chegou em apenas 14 até está sexta-feira (04): Aracitaba, na Zona da Mata; Botumirim, Veredinha e Coronel Murta, no Jequitinhonha; Camacho, no Campo das Vertentes; Cantagalo, no Vale do Rio Doce; Dores do Turvo, Sudeste; Fama e Cedro do Abaeté, no Oeste; Queluzito e Santana de Garambéu, no Centro-sul; Pedro Teixeira, na Zona da Mata; São João do Pacuí, no Norte; e São Thomé das Letras, no Sul de Minas. 

 

Minas Gerais tem 228.013 casos confirmados da doença, segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde. Deste total, 30.059 pacientes estão em acompanhamento e 192.246 recuperados. O estado contabiliza 5.708 óbitos. São 23.596 casos de internação hospitalar na rede pública e privada e a letalidade da doença é de 2,5%.

 

 

*Amanda Quintiliano especial para o EM 

 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade