Publicidade

Estado de Minas

Trem da Vale retoma viagens com normas rígidas de segurança e passageiros animados

Passagens precisam ser compradas com ao menos 7 dias de antecedência; as despedidas estão proibidas nas estações


02/09/2020 07:40 - atualizado 02/09/2020 08:39

Suspenso desde o dia 24 de março por causa da pandemia de COVID-19, o Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas voltou a circular nessa terça-feira (1º)(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A.Press)
Suspenso desde o dia 24 de março por causa da pandemia de COVID-19, o Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas voltou a circular nessa terça-feira (1º) (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A.Press)
A vida começa a entrar nos eixos em muitos aspectos e o trem de passageiros, nos trilhos, voltando a fazer diariamente o percurso Belo Horizonte-Vitória (ES) e vice-versa. Depois de quase seis meses de interrupção devido à pandemia do novo coronavirus, o transporte operado pela Vale retornou nessa terça-feira (1°), com novidades: menos carros, adequação aos necessários protocolos de desinfecção e higienização do Ministério da Saúde e mudanças no sistema de venda de passagens. O trem parte impreterivelmente às 7h30, com encerramento do embarque às 7h15.

O supervisor do Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas, Eduardo Angeli, explica que as passagens deverão ser compradas com sete dias de antecedência, sendo obrigatório o uso de máscaras durante todo o percurso e aferição da temperatura do passageiro no embarque. Para evitar aglomerações, não serão vendidos bilhetes no dia da viagem, nem permitida a presença de parentes e amigos para se despedir de quem vai viajar. Outra informação importante é que a venda de passagens será feita, prioritariamente, pela internet.

Parentes e amigos não podem se despedir de quem viaja nas estações, já que as aglomerações são propícias à propagação da COVID-19 (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A.Press)
Parentes e amigos não podem se despedir de quem viaja nas estações, já que as aglomerações são propícias à propagação da COVID-19 (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A.Press)
Conforme a Vale, o embarque de passageiros nas estações Pedro Nolasco, em Cariacica (ES), e Belo Horizonte, em Minas Gerais, será encerrado 15 minutos antes do horário de partida do trem. A circulação também será retomada no trecho entre Nova Era e Itabira, na Região Central de Minas, em ambos os sentidos, e o horário de partida será mantido.

Dinâmica

O autônomo Antônio Luiz Silva embarcou na manhã desta quarta (2) de BH para Cariacica, no ES. 'Estou viajando sem medo'. (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A.Press)
O autônomo Antônio Luiz Silva embarcou na manhã desta quarta (2) de BH para Cariacica, no ES. 'Estou viajando sem medo'. (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A.Press)
A ocupação dos vagões foi reduzida para permitir o distanciamento entre assentos durante a viagem. Entre as medidas adotadas para preservar a segurança e o conforto dos passageiros também estão a aferição de temperatura antes do embarque, o uso obrigatório de máscaras, a oferta de álcool em gel nas estações e a bordo do trem e a intensificação da limpeza e da desinfecção de áreas comuns.

O autônomo Antônio Luiz Silva do Carmo, de 47 anos, embarcou nesta manhã, às 7h15, na Estação Ferroviária de Belo Horizonte, na Praça da Estação, Centro da capital, rumo a Cariacica, no Espírito Santo. O trajeto é longo: são 515 quilômetros de distância entre as duas cidades, que o trem percorrerá em, aproximadamente, 13 horas. 

Acompanhado da mulher e dos dois filhos, o mineiro diz que a viagem é o primeiro passeio da família em mais de seis meses. “Depois de tanto tempo dentro de casa, saindo praticamente só para trabalhar, estava com saudade até do cansaço que a gente sente depois viajar!”, brinca.

Antônio elogiou a limpeza dos vagões e acredita que o veículo oferece poucos riscos de contágio pelo novo coronavírus. “Parece-me melhor e mais tranquilo que viajar de ônibus porque o espaço de circulação, dentro do trem, é maior. Além disso, pelo que observei aqui até o momento, o cumprimento das regras de segurança no trem está rigoroso. Estou viajando sem medo”, afirma. 

Confira algumas medidas adotadas

  • Distanciamento social durante as vendas de passagens, embarque e desembarque;
  • Isenção de cobrança de multa para remarcação e cancelamento;
  • Não serão vendidos bilhetes nas estações nos horários de passagem de trens;
  • Não serão vendidos bilhetes para o mesmo dia da viagem;
  • O horário de atendimento nas bilheterias será alterado;
  • A bagagem a bordo será limitada a uma mala e uma bolsa pessoal por passageiro;
  • As vendas serão feitas prioritariamente pela internet (vale.com/tremdepassageiros). As bilheterias e os pontos de venda funcionarão com horários diferenciados;
  • Totens de higienização estarão disponíveis em todas as estações e será disponibilizado álcool em gel a bordo do trem;
  • A bordo, a circulação estará restrita ao carro indicado no bilhete;
  • Os carros lanchonete e restaurante não serão abertos ao público, e as refeições serão servidas nos assentos para reduzir a circulação de pessoas;
  • Serão suspensas as vendas de passagens a bordo.

Para mais informações, os passageiros podem entrar em contato com o canal de atendimento Alô Ferrovias! (0800 285 7000).

 Viagem em números

  • Cerca de 1 milhão de pessoas utilizam anualmente o trem de passageiros
  • São 30 pontos de embarque e desembarque
  • 42 municípios atendidos
  • Único trem diário de longa distância do Brasil
  • 905 quilômetros de extensão que ligam Belo Horizonte (MG) a Vitória (ES)
  • ·2.141,68 quilômetros de linha total




receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade