Publicidade

Estado de Minas REABERTURA

Ambulatório da Univale desafoga sistema público de saúde de Valadares

Unidade estava fechado desde março por causa da pandemia; agora já funciona com meta de atender 2 mil consultas por mês, via SUS


01/09/2020 15:09 - atualizado 01/09/2020 15:56

Os pacientes do AME que chegam ao campus são recebidos pela equipe de biossegurança para controle da COVID-19(foto: Univale/Divulgação )
Os pacientes do AME que chegam ao campus são recebidos pela equipe de biossegurança para controle da COVID-19 (foto: Univale/Divulgação )
Fechado desde março, por causa da epidemia do novo coronavirus, o Ambulatório Médico de Especialidades da Universidade Vale do Rio Doce (AME), de Governador Valadares, voltou a atender os pacientes de baixa renda por meio da Central de Marcação de Consultas do SUS. O retorno das atividades do AME vai ampliar os atendimentos  no sistema público de saúde e permitir que pacientes que aguardavam consultas há quase 5 meses, sejam atendidos. A previsão e que o ambulatório atenda a 2 mil consultas por mês, em 10 especialidades médicas.

A reabertura do AME foi motivo de comemoração pela direção da Fundação Percival Farquhar (FPF), mantenedora da Universidade Vale do Rio Doce (Univale). O presidente da FPF, o médico Rômulo César Nunes Coelho, disse que o funcionamento do AME é de grande importância para o curso de medicina da Univale. “O AME é um grande projeto do nosso curso de medicina, pois qualifica o ensino e aproxima nossos professores e alunos da comunidade. Nossa intenção é atender uma média de 2 mil pessoas por mês”, disse.

Os desafios encontrados pela FPF/Univale para implantar o AME foram atípicos. O ambulatório seria inaugurado no dia 29 de janeiro deste ano, véspera do aniversário da cidade. A solenidade teve de ser adiada por causas das enchentes no Rio Doce. Quando os atendimentos já estavam em ritmo intenso, veio a pandemia e o ambulatório teve de ser fechado. “Esse período da pandemia frustrou todos nós, pois o AME sequer pode ser inaugurado. O importante é que estamos funcionando agora e prestando esse serviço social para a cidade”, disse.

O AME ocupa uma estrutura moderna no campus Antônio Rodrigues Coelho, da Univale, com 15 consultórios equipados e atualizados, que oferecem consultas nas especialidades de cardiologia, hematologia, pneumologia, endocrinologia, nefrologia, alergia e imunologia, dermatologia, geriatria e gerontologia, neurologia, psiquiatria, otorrinolaringologia, reumatologia, gastroenterologia, urologia e oftalmologia.

Além das consultas médicas, a população poderá realizar exames médicos, como eletrocardiograma, holter (um dispositivo que monitora continuamente a atividade elétrica cardíaca) e o MAPA, que possibilita o diagnóstico e acompanhamento da pressão arterial. Outro exame oferecido aos pacientes é a espirometria, usado para medir a função pulmonar, essencial nesses períodos de aumento de casos de síndrome respiratória.

A reitora da Univale, Lissandra Lopes Coelho Rocha, disse que muitos pacientes, todos de baixa renda, dependem dos atendimentos da Univale na área de saúde, não apenas médicos, mas também de odontologia e psicologia. Lissandra disse que a paralisação desses serviços, por causa da pandemia, trouxe prejuízos para as comunidades. “Esses atendimentos são muito importantes, pois ajudam a descongestionar o sistema público de saúde. Nós temos pacientes que dependem da Univale, e é muito gratificante poder voltar a dar esse suporte que a comunidade tanto necessita”.

O Ambulatório está atendendo de segunda a quinta-feira, de 7h às 12h, e das 13h às 18h20, e  na sexta-feira de de 7h às 12h, e de 13h às 18h15. Para ter acesso ao serviço na Univale, os pacientes devem vir encaminhados da atenção primária (ESF, UBS). O agendamento é feito pela Central de Marcações do Sistema Único de Saúde (SUS), e não é necessário que o paciente entre em contato com o AME.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade