Publicidade

Estado de Minas Acerto

Dívidas do tráfico são cobradas com sangue de traficante na Pampulha

Homem foi assassinado com 16 tiros no Bairro Itatiaia, na Pampulha, depois de ter dito para a namorada que estava devendo seus fornecedores de cocaína e que tinha apenas mais uma semana para pagar


23/08/2020 10:23 - atualizado 23/08/2020 13:30

Rua Expedicionário Sebastião Pires, onde o casal estava quando suspeito veio cobrar dívida(foto: Reprodução/Google StreetView)
Rua Expedicionário Sebastião Pires, onde o casal estava quando suspeito veio cobrar dívida (foto: Reprodução/Google StreetView)
As dívidas de um traficante de 32 anos da Região da Pampulha foram cobradas com sangue na noite deste sábado (22). A vítima tinha acabado de dizer para a namorada que tinha uma semana para pagar seus fornecedores de cocaína, mas acabou abordado e executado com 16 tiros, na Rua Expedicionário Sebastião Pires, no Bairro Itatiaia.

De acordo com informações dessa namorada à Polícia Militar, o casal estava consumindo cerveja numa esquina da rua, quando o namorado percebeu a aproximação de um homem suspeito. essa presença o fez ficar preocupado e agir com apreensão.

O homem suspeito acabou indo embora e o namorado confessou que havia contraído dívidas com seus fornecedores do tráfico e que teria uma semana para honrar o débito ou seria morto pelos comparsas.

A mulher afirmou que o namorado pegava cocaína com esses traficantes para vender a viciados na região dos bairros Urca e Itatiaia, na Região da Pampulha. Ele teria dito que ainda não tinha todo o dinheiro necessário para assegurar que não sofreria nenhuma retaliação.

Contudo, alguns minutos depois dessa conversa, o homem que rondava o casal ressurgiu com uma arma em punho. Apontando para o namorado, esse suspeito mandou que ele erguesse os braços e se voltasse para um muro residencial. A mulher conta que o namorado obedeceu a essa ordem, mas que num dado momento se virou bruscamente dando a entender que iria reagir.

O suspeito armado disparou então 16 vezes contra a vítima, atingindo o rosto, tórax e nas costas quando esse já estava no solo. O homem fugiu depois de ter esvaziado sua pistola e não importunou a mulher que ficou em choque. Ninguém ainda foi detido e o caso será investigado pela Polícia Civil na 6ª delegacia de Homicídios.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade