Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Coronavírus: hospitais de Itabira recebem respiradores; Estado contabiliza quatro mil aparelhos

Governo de Minas entregou ao município de Itabira 19 equipamentos, entre ventiladores invasivos, bipaps e cardioversores


19/08/2020 10:08 - atualizado 19/08/2020 12:35

(foto: Ronny Hartmann/AFP)
(foto: Ronny Hartmann/AFP)
O governador Romeu Zema entregou, nesta quarta-feira (19), respiradores aos hospitais Nossa Senhora das Dores e Carlos Chagas, em Itabira, na Região Central de Minas. A entrega dos aparelhos tem o objetivo de ampliar a capacidade de atendimento a pacientes da COVID-19 no município e região. 
 
Foram destinados ao município de Itabira 19 equipamentos, entre ventiladores invasivos, bipaps e cardioversores. De acordo com o boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), Itabira confirmou 1.697 e seis mortes pela COVID-19.
 
"Desde do início da pandemia, em março, o nosso governo trabalhou de forma intensa para empurrarmos adiante aquela curva, que nós sabemos que precisava ser achatada. Conseguimos. As previsões iniciais eram de que teríamos o pico em maio. Não foi em maio. Foi empurrado para junho, para julho e, muito provavelmente, nós estamos, no mês de agosto, neste platô. Se Deus quiser, vai começar a ceder", afirmou o governador. 
 
Zema lamentou o número de mortos pela doença no Estado, mas afirmou que "ninguém ficou sem atendimento médico". "Infelizmente, perdemos já praticamente quatro mil vidas no Estado, o que é muito triste, mas muito provavelmente, ninguém ficou sem atendimento médico. Essas vidas ficaram perdidas, porque o vírus foi mais forte que a saúde das pessoas", argumentou.
 
Zema fez um balanço dos respiradores adquiridos, nos últimos cinco meses.  De acordo com ele, o governo ampliou em mais de 1,8 mil os leitos de UTIs em todo Estado. Disse anida que o Estado comprou  1.047 respiradores, consertou outros 400 e recebeu a doação de 1,6 mil, feita pela Federação das Instústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg).  "Provavelmente Minas é o Estado que mais ampliou o número de equipamentos na saúde e esse será um grande legado que deixaremos no pós-pandemia para toda a população em todo o Estado", completou.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade