Publicidade

Estado de Minas ASSASSINATO

Polícia Civil prende suspeito de matar vereador em Munhoz, no Sul de Minas

Crime ocorreu em maio. Suspeito foi preso no litoral paulista, para onde fugiu após o crime


28/07/2020 12:10 - atualizado 28/07/2020 12:28

Munhoz, Sul de Minas(foto: Reprodução/Prefeitura de Munhoz)
Munhoz, Sul de Minas (foto: Reprodução/Prefeitura de Munhoz)
A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu, na noite desta segunda-feira (27), o suspeito do assassinato do vereador de  Munhoz, Sul de Minas, Benedito Cândido Brandão Primo, de 62 anos, mais conhecido como ‘Sabiá’. O suspeito do crime, de 66 anos, foi preso em Peruíbe, no litoral sul de São Paulo, onde estava escondido.

O vereador foi morto no dia 18 de maio com um tiro na cabeça dentro do próprio carro no Centro de Munhoz. Segundo a Polícia Civil, o homicídio teria ocorrido por vingança, após uma briga em que o vereador e o suspeito teriam se envolvido em fevereiro.

Os policiais civis da Delegacia de Bueno Brandão identificaram o suspeito e apuraram informações que levaram a confirmar o local para onde ele fugiu após o crime. Com isso, os agentes iniciaram um trabalho em conjunto com a Polícia Civil de São Paulo, por meio do Departamento de Investigações Criminais (DEIC), para monitorar o alvo do mandado de prisão, que estaria sendo auxiliado por outras pessoas para tentar se esconder da polícia.

Com a confirmação das informações, os agentes da Polícia Civil localizaram e prenderam o suspeito no quintal da casa onde estava se escondendo, na cidade de Peruíbe.

Samel Covalero, delegado da Polícia Civil de Bueno Brandão, que coordenou as investigações, conta que o suspeito fugiu primeiro para São Bernardo do Campo, onde tem conhecido. Após a prisão, o suspeito será encaminhado ao presídio de Santa Rita do Sapucaí.

Veja o vídeo em que o delegado explica a prisão do suspeito:
 
 
 
Magson Gomes, especial para o EM
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade