Publicidade

Estado de Minas FEMINICÍDIO

Homem estrangula companheira depois de ingerirem bebida alcoólica e consumirem drogas

Suspeito, que usa tornozeleira eletrônica, tentou enganar policiais dizendo que a mulher sofreu um tombo e bateu a cabeça


26/07/2020 16:33

(foto: Reprodução da internet/Google Maps )
(foto: Reprodução da internet/Google Maps )
Mais um crime de feminicídio registrado na Grande BH. Um homem, cujas iniciais são J.B.A.S., de 23 anos, matou, por estrangulamento, sua companheira, Luana Silva Santos, de 19 anos, na casa onde viviam, no Bairro Nova Conquista, em Santa Luzia.

O crime aconteceu na noite de sábado, mas somente na manhã deste domingo a morte foi constatada. O suspeito, que usa tornozeleira eletrônica e cumpria pena por tráfico de drogas, está preso.

O crime foi esclarecido, segundo o tenente Marcelo, do 35º Batalhão da Polícia Militar, por causa do pai da vítima. O policial estava na UPA São Benedito, onde os militares socorriam uma vitima de tombo. Foi quando ele foi procurado pelo pai da mulher, que contou que a filha tinha dado entrada com parada cardíaca, mas que ela tinha marcas no pescoço.

Depois de confirmar que a mulher tinha morrido – deu entrada já sem vida na UPA -, o tenente voltou a conversar com o denunciante, que disse que o companheiro da vítima estava na casa. Os policiais foram até o local e encontraram o homem.

Na conversa com os policias, J.A.B.S. admitiu que ele e a companheira estavam bebendo e fazendo o uso de drogas, e que em dado momento discutiram. Ele contou uma historia, segundo o Tenente Marcelo, conturbada, em que tentou explicar que os dois discutiram e se atracaram e que Luana o teria ameaçado com uma faca.

Contou ainda que a teria empurrado e ela caiu no chão, batendo com a cabeça. Afirmou ainda que pensou que ela tivesse desmaiado, pegou-a no colo e colocou-a na cama. Às 11h da manhã deste domingo, como a mulher não acordava, pediu ajuda ao Samu.

Ele foi preso e levado para a Delegacia de Santa Luzia e deve ser encaminhado para uma unidade do Sistema Prisional. O corpo da mulher foi liberado para a família.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade