Publicidade

Estado de Minas NOVO CORONAVÍRUS

Drogaria Araujo oferece exames para COVID-19 em 80 unidades na capital

Rede disponibiliza o teste rápido para a detecção de anticorpos (IgM/IgG) e de antígenos (Ag). Resultados positivos estão altos, assim como a procura


21/07/2020 16:18 - atualizado 21/07/2020 16:43

Fabiano Queiroz, gerente de serviços farmacêuticos da Drogaria Araujo(foto: Arquivo pessoal)
Fabiano Queiroz, gerente de serviços farmacêuticos da Drogaria Araujo (foto: Arquivo pessoal)

Estimar com segurança as taxas de notificação de casos do novo coronavírus seja no Brasil ou em cada estado é um desafio. Não há um número confiável, ainda mais neste momento em que o país enfrenta o pico da doença chegando à marca de mais de 80 mil mortos. No entanto, há quem atue para que a coleta de dados se aproxime cada vez mais da realidade.

A Drogaria Araujo há três meses disponibiliza o teste rápido para a COVID-19. Tem o para detecção de anticorpos (IgM/IgG) para casos de exposição a situações de contágio há mais tempo ou para quem já passou por sintomas da doença e para detecção de antígenos (Ag), que rastreiam a presença do vírus logo nos primeiros dias de infecção.

Fabiano Queiroz, gerente de serviços farmacêuticos da Drogaria Araujo, enfatiza que a empresa tem expertise na aplicação de teste rápido há mais de quatro anos, em casos de diagnóstico de doenças crônicas, HIV e hepatites. Assim, com a deliberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 377, no início da pandemia, as farmácias foram autorizadas a aplicar os testes desde que cumpridos todos os requisitos exigidos pelo órgão.

Sem hora marcada ou agendamento, mas por ordem de chegada, a Drogaria Araujo tem feito os testes e, assim, proporcionado o acesso para os mineiros. Fabiano Queiroz explica que todo o atendimento é feito 100% por profissionais farmacêuticos treinados e destaca que, antes do procedimento, há uma triagem, uma espécie de entrevista, para saber se a pessoa está apta ou não a fazer o teste.

“Cuidado para minimizar o risco de falso negativo ou falso positivo, já que todas as farmácias são obrigadas a notificar os resultados para o governo e o SUS. Com a aplicação dos testes temos a missão de contribuir com a sociedade para reduzir os impactos causados pela pandemia", afirma Fabiano.

A Araujo tem 80 unidades disponibilizando o teste na capital, abarcando todas as regiões, seis drive thru e também no interior de Minas. "Onde tem uma Araujo há testes, um alívio para muitas cidades que não têm como oferecer o teste padrão ouro, o RT-PCR, feito em laboratórios especializados."

A Drogaria Araujo oferece drive thru para fazer o teste rápido, além das lojas em BH e interior(foto: Divulgação)
A Drogaria Araujo oferece drive thru para fazer o teste rápido, além das lojas em BH e interior (foto: Divulgação)
A relação das lojas e cidades participantes está disponível no https://www.araujo.com.br/teste-rapido-covid19 e no APP da farmácia. A preocupação da Drogaria Araujo foi descentralizar para que pudesse atender a todos. Então, desde a Zona Norte até Contagem, como a Região Centro-Sul, enfim, cobre toda a capital e região metropolitana. Segundo Fabiano, os testes da drogaria são importados da Coreia, com selo de qualidade como o melhor entre os especialistas. Não é possível adquirir o teste para levar para casa.

A Drogaria Araujo ressalta que se preparou para a prestação desse serviço. Portanto, as lojas têm toda a estrutura adequada para fazer os testes e o ambiente é constantemente higienizado depois de cada coleta.

A mesma atenção segue com os equipamentos de proteção individual (EPIs) usados pelos farmacêuticos, garantindo a segurança de todos. Nas lojas de atendimento drive thru, a higienização é feita por empresa especializada em sanitização de grandes áreas, diariamente.

convênios que dão desconto, mas o valor dos testes ainda é caro, mas, segundo Queiroz, tende a reduzir diante da demanda. O IgM/IgG custa R$ 230 e o AG R$ 250, preço cheio. 

Fabiano Queiroz alerta que, como Minas vive o chamado platô (não um pico, mas uma reta com alta taxa do número de contaminação e morte pelo coronavírus), a procura pelos mineiros por testes tem sido constante e o resultado de casos positivos assusta.

“Ela é grande, em três meses, já fizemos 50 mil testes e a demanda ainda está em crescimento. Os testes têm dado de 20% a 30% positivos, taxa muito alta, o que mostra o nível da doença e o impacto social gigantesco. A orientação diante do resultado é para quem tem sintomas leves, total isolamento social, e em caso de agravamento, procurar auxílio médico.”

Mesmo com o resultado em mãos, dúvida sanada, Fabiano Queiroz avisa que os dois testes feitos pela Drogaria Araujo não fecham diagnóstico. Eles são de rastreamento, todos validados pela Anvisa, cumprem uma série de requisitos e critérios de qualidade com a vantagem do acesso e rapidez do resultado. “Os testes são um direcionamento, uma triagem com boa sensibilidade. O definitivo é o RT-PCR, padrão ouro, só feito em laboratórios.”

CIÊNCIA Fabiano Queiroz alerta que o fato do teste dar reagente ou não, não é salvo conduto para a pessoa se expor irresponsavelmente ao vírus. “De novo, além do risco do falso negativo ou falso positivo, ainda temos perguntas não respondidas. A ciência tem buscado respostas, mas ainda não tem certeza de que, uma vez infectado, a defesa desta pessoa será perene. Não se sabe se ela irá se sustentar. É a resposta que os especialistas procuram.”

O farmacêutico enfatiza também que é possível fazer mais de um teste, já que cada um é um retrato daquele momento da aplicação. No entanto, ele destaca que é preciso seguir protocolos rígidos com os prazos para que a eficiência seja assegurada.

Por exemplo, se a pessoa teve contato no trabalho, com um amigo ou familiar contaminado, o teste indireto (IGM/IGG) só pode ser feito 20 dias depois deste contato. E assim há prazos técnicos, determinados para cada caso ou situação.

Vale registrar, lembra Fabiano Queiroz, que todos podem fazer o teste, sem restrição. No entanto, a Drogaria Araujo determinou alguns cuidados. No caso das crianças, abaixo de 9 anos, não é feito o AG, com a coleta de secreção pelo swab nasal.

“Como a imobilização é mais complicada, há um certo risco, já que o teste é feito de dentro do carro, não o recomendamos para essa faixa etária. Neste caso, o ideal é ir até um laboratório com ambiente adequado ao atendimento de crianças. Para crianças pequenas, o teste indireto (IGM/IGG) pode ser feito utilizando uma gotinha de sangue que, às vezes, é feito até no calcanhar, como o teste do pezinho”, explica.


As principais dúvidas

O que é o teste rápido Ag (antígenos) para COVID-19?
É o teste que rastreia a presença de proteínas do vírus (Sars-CoV -2) frente a infecção. Este teste pode ser feito a partir do 3º dia de provável exposição ou contato com caso confirmado de COVID-19.

O que é o teste rápido IgM/IgG (anticorpos) para COVID-19?
É o teste que rastreia a resposta imunológica do corpo em relação ao vírus, que é feito por meio da detecção de anticorpos em pessoas que foram expostas. Este teste deve ser feito pelo menos 10 dias após o aparecimento dos sintomas da COVID-19, ou pelo menos 20 dias após contato com casos confirmados, mas sem apresentar sintomas.

As diferenças



Os testes são aprovados pela Anvisa e validados pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) e pelo laboratório i9med.
IgM/IgG
– Rastreia a forma como o corpo reagiu à presença do vírus/presença de anticorpos
– Deve ser feito a partir do 10º dia do início dos sintomas ou a partir do 20º dia depois do contato com pessoa contaminada
– Coleta de uma gotinha de sangue na ponta do dedo
– O resultado fica pronto em 20 minutos
– Você recebe um laudo com o resultado do teste para apresentar ao seu médico
AG
– Rastreia a presença do vírus/presença de antígenos
– Pode ser feito já a partir do 3º dia do início dos sintomas
– Coleta de secreção pela narina e gargantas com coletor especial (swab nasal)
– O resultado fica pronto em 20 minutos
– Você recebe um laudo com o resultado do teste para apresentar ao seu médico.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade