Publicidade

Estado de Minas LAVAGEM DE DINHEIRO E EVASÃO DE DIVISAS

PF investiga crimes cometidos por empresas de pedras preciosas de Patos de Minas

Operação 'A Incomparável do Abaeté' investiga enriquecimento ilícito de empresários


21/07/2020 09:00 - atualizado 21/07/2020 09:38

Nomes das empresas ainda não foram divulgados pela PF(foto: Divulgação/Receita Federal)
Nomes das empresas ainda não foram divulgados pela PF (foto: Divulgação/Receita Federal)
A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta terça-feira uma operação contra lavagem de dinheiro e evasão de divisas em Patos de Minas, na Região do Alto Paranaíba, em Minas Gerais. Os cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Receita Federal, Procuradoria da Fazenda Nacional e PF contra empresas de diamantes e pedras preciosas.

Segundo investigações, que começaram em maio de 2018, empresários dessas companhias são suspeitos de enriquecimento ilícito durante a gestão. De acordo com a PF, os investigados já respondem a ações fiscais por dívidas e podem cumprir até 16 anos de prisão, caso sejam condenados pelos crimes em apuração.

Os mandados cumpridos nesta terça-feira foram expedidos pela 4ª Vara da Justiça Federal de Belo Horizonte. O nome da operação, batizada de "A Incomparável do Abaeté", faz referência ao maior diamante encontrado no rio Abaeté, supostamente descoberto pelos investigados.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade