Publicidade

Estado de Minas DIVA DAS COXINHAS

Blogueira aos 91, Vovó Loca já faz 'publiposts' e virou queridinha da TV

'Diva' das coxinhas, cuja história foi contada pelo Estado de Minas, ultrapassou 60 mil seguidores, faz parcerias pagas e segue conquistando 'netinhos'


10/07/2020 12:21 - atualizado 30/07/2020 17:16

(foto: Leandro Couri EM/D.A.Press)
(foto: Leandro Couri EM/D.A.Press)
Iniciada aos 91 anos, a carreira de influenciadora digital da padeira Fabíola Maia de Oliveira, a Vovó Loca, vai “muito bem, obrigado”. Não faltam métricas para comprovar o sucesso da blogueiradiva mineira das coxinhas e roscas, iguarias que ela vende no Instagram



Menos de um mês depois de estrear na internet, Dona Loca já ultrapassou a marca de 62 mil seguidores. A fama rendeu um convite para participar do talk show The Noite com Danilo Gentili, exibido diariamente no SBT/Alterosa.

Realizada ao vivo nessa segunda-feira (6), a entrevista não intimidou a idosa, que logo agregou Gentili a seu enorme rebanho de ‘netos’. No mesmo dia, ela participou também do Mais Você, programa global comandado por Ana Maria Braga, ocasião em que contou casos e segredos culinários.

Item cobiçado do "kit de popularidade digital", as propostas de ‘publiposts’ - posts patrocinados para divulgação  de marcas e produtos nas redes sociais - também já chegaram. Barbara Maia, neta de Dona Loca, conta que lojas de roupas e donos de pequenos mercados de Belo Horizonte já fecharam parcerias com a influencer, que está empolgada com a ideia de ser garota-propaganda. “Uma garotinha de 91 anos, né? Mas isso me deixou toda alegre. Se precisar, eu faço as fotos e apareço no vídeo com muita satisfação. Eu gosto!”, empolga-se a senhora. 

Os candidatos a patrocínio mandam inclusive brindes. Os “recebidos da semana” são compartilhados nos stories do perfil da vovó, no melhor estilo Thassia Naves. “Ela ganhou roupas e utensílios para fazer coxinhas. A gente pretende investir nesse lado blogueira dela sim. Ela está super feliz”, diz Bárbara. 

Aos amantes de coxinhas e outras delícias caseiras, uma má notícia: quem quiser encomendar os quitutes de dona Fabíola, agora, precisa encarar uma lista de espera, pois a agenda de pedidos está comprometida até setembro. “Arrasta pra cima e põe seu nome na fila! Vou atender todo mundo!”, avisa a padeira nos stories

Vovó das coxinhas

Mãe de 14 filhos e avó de 20 netos, dona Loca teve sua história contada pelo Estado de Minas em 22 de junho. Natural de Morro do Pilar, na Região Central de Minas, ela afirma ser a primeira padeira da cidade. A cozinheira conquistou a internet poucos meses depois vir morar em Belo Horizonte, a convite de uma filha, aceito sob uma condição: “não ficar parada. Tinha que continuar fazendo minhas quitandas”, lembra a empreendedora.

A fim de impulsionar a venda dos quitutes, uma de suas netas, Bárbara Maia, criou um perfil para a senhora no Instagram, o Coxinha da Vovó Loca. Outra neta, Mariana Maia, o lançou à fama. “O que custa vocês comprarem o pão e a coxinha da minha avó? Olha a bichinha mais linda de 91 anos sendo empreendedora”, escreveu a estudante em sua conta no Twitter. Fã de K-pop, ela atingiu as mobilizadas comunidades do ritmo coreano, que trataram de viralizar o post. Apenas cinco dias depois de estrear nas redes sociais, dona Loca á havia conquistado mais de 40 mil seguidores. 

A especialidade da blogueira são coxinhas e roscas da rainha. A produção ainda é artesanal, como nos velhos tempos de padeira em Morro do Pilar. “Sustentei meus filhos com isso. E eles é que vendiam os pães para mim. Levavam no balaio e ofereciam de casa em casa”, relata a vovó. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade