Publicidade

Estado de Minas ACIDENTE

Adolescente cai em cisterna abandonada e é resgatado no Triângulo Mineiro

Amigos deram o alerta e pediram socorro a policiais militares, que faziam ronda na região


postado em 02/07/2020 16:26 / atualizado em 02/07/2020 17:02

O Corpo de Bombeiros chegou ao local 40 minutos depois de ser chamado, devido à distância entre as duas cidades(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
O Corpo de Bombeiros chegou ao local 40 minutos depois de ser chamado, devido à distância entre as duas cidades (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Soldados do Corpo de Bombeiros resgataram, em Dolearina, distrito de Estrela do Sul, no Triângulo Mineiro, um adolescente de 17 anos, que caiu numa cisterna de 12 metros de profundidade, n.a noite de quarta-feira (1º). O fato aconteceu por volta das 22h. Uma viatura da PM fazia ronda na região, quando foi alertada por um grupo de adolescentes, que contou que um amigo deles teria caído num buraco em um terreno baldio, na Rua Pedro Borges Pacheco, e que não sabiam se ele estaria vivo.
 
 
Imediatamente, os policiais foram ao local indicado pelos rapazes. Lá, tiveram de cortar uma cerca de arame farpado, além de posicionar a viatura para o local, com os faróis ligados. Guiados pelos gritos de socorro, os militares encontraram um buraco de uma cisterna abandonada e solicitaram a presença do Corpo de Bombeiros de Araguari.

A cisterna estava encoberta com galhos de árvore, segundo os policiais, e por isso, seria difícil de ser notada à noite. O adolescente tinha água e lama até a cintura.
 
A cisterna estava encoberta com galhos de árvore, segundo os policiais, e por isso, seria difícil de ser notada à noite(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
A cisterna estava encoberta com galhos de árvore, segundo os policiais, e por isso, seria difícil de ser notada à noite (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

 
A guarnição do Corpo de Bombeiros chegou ao local 40 minutos depois de ser chamada, devido à distância entre as duas cidades. Dentro do buraco, o adolescente dizia que estava afundando, o que fez com que os policiais conseguissem cordas, que foram atiradas para o rapaz. As cordas foram amarradas na cintura do rapaz. Os policiais se revezavam para manter a corda esticada, impedindo que a vítima se afundasse.

Até a chegada dos bombeiros, os policiais procuraram conversar com o adolescente, para mantê-lo consciente. A área foi isolada, pois havia perigo de desmoronamento das bordas da cisterna.

Com a chegada dos bombeiros, outra corda foi atirada para que o adolescente a amarrasse e foi então feito o içamento. A vítima tinha escoriações, mas não houve qualquer fratura. Ao sair do buraco, o adolescente contou que entrou no terreno para urinar. O proprietário do lote está sendo notificado e foi informado de que terá de fechar o buraco.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade