Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Agentes da Dutra Ladeira são afastados após contato com colega infectado por COVID-19

Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG) não informou o número de afastados


postado em 24/05/2020 20:01

(foto: Divulgação/Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de Minas Gerais)
(foto: Divulgação/Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de Minas Gerais)
Agentes penitenciários do Presídio Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foram afastados depois de um colega policial penal testar positivo para o novo coronavírus. O contaminado está longe das atividades desde 16 de maio deste ano, após receber o resultado do exame.

Alguns dos policiais penais que foram afastados estão sintomáticos e ainda vão realizar os exames para COVID-19. O Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG), coordenado pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sejusp), não divulgou o total de servidores afastados.

Ainda de acordo com a secretaria, uma série de medidas estão sendo tomadas desde o início da pandemia para tentar impedir o avanço do vírus nas penitenciárias. Visitas e entregas de kits familiares aos presos estão suspensas, além da modificação da escala de trabalho dos policiais.

Além disso, os presos que são recém-admitidos passam por um período de quarentena antes de se juntarem aos demais. A limpeza das instalações da penitenciária Dutra Ladeira também acontece com frequência, informou a Sejusp. Na nota enviada à reportagem, a secretaria não detalhou o tratamento dado aos detentos admitidos antes da pandemia.
 
De acordo com dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) divulgados neste domingo, 226 pessoas já morreram em Minas devido à pandemia. Outras 6.668 estão contaminadas em solo mineiro.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade